ATUALIZAÇÃO

Goiás chega a 2.155 casos confirmados de coronavírus nesta quinta

Foram registrados 106 casos nas últimas 24 horas. Número de óbitos chegou a 85


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 21/05/2020 às 17:29:01

(Foto: Thomas Peter/Reuters)
(Foto: Thomas Peter/Reuters)

O estado de Goiás registrou 2.155 casos confirmados de coronavírus nesta quinta-feira (21), de acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Os dados foram colhidos da painel  digital da pasta às 16 horas. Foram 106 casos nas últimas 24 horas. Existem ainda 16.585 casos suspeitos e outros 6.493 foram descartados.

Foram registrados também sete óbitos de ontem para hoje e o número total chegou a 85. Além disso, 24 mortes ainda são investigadas, enquanto outras 187 foram descartadas. A taxa de letalidade da doença é de 3,94%.

De acordo com as informações oficiais, a Covid-19 já chegou a 95 cidades do estado. Outras 113 possuem casos suspeitos em investigação. Até o momento, foram registrados óbitos em 29 municípios. Em outros seis existem mortes sendo investigadas.

Coronavírus e faixa etária

Os dados mostram também que o coronavírus tem infectado mais as pessoas entre 30 e 39 anos, com 534 casos registrados nesta faixa etária, o que representa 24,77% das confirmações. Em segundo lugar vem as pessoas com idade entre 40 e 49 anos, com 486 casos (22,55%).

Já as pessoas menos atingidas pela Covid-19 tem idade entre 10 a 14 anos, com 30 casos confirmados. Em segundo lugar vem a faixa de 15 a 19 anos, com 42 casos.

Com relação aos óbitos, a faixa etária mais atingida é a de 70 a 79 anos, com 26 mortes, o que representa 30,58% dos registros. Em seguida vem as pessoas que tem entre 60 e 69 anos, com 19 mortes (22,35%). As idades nas quais foram registrados menos óbitos são a de 20 a 29 anos (1 caso) e de 30 a 39 anos (4 casos).

Gênero

Os registros da SES mostram ainda que a Covid-19 tem atingido homens e mulheres de forma equilibrada, com 51% dos casos confirmados no sexo feminino e 49% no sexo masculino. Nos óbitos, entretanto, a maioria dos registros são homens (65,9%).