Motocross

Goiano vence quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross na MX1

Wellington Garcia foi o destaque da quarta etapa




Em um domingo (31) de adrenalina e muitos pegas na pista de motocross localizada no Autódromo Internacional de Campo Grande, na capital sul-mato-grossense, o goiano Wellington Garcia foi o destaque da quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross. O piloto da Equipe Honda Mobil venceu a categoria MX1 no somatório das baterias.

Para chegar à vitória, Wellington teve que fazer um grande esforço e também contar com a sorte. Na primeira corrida, ele não fez boa largada, mas se manteve no pelotão de frente. Com algumas ultrapassagens e quedas de outros competidores, o competidor finalizou em segundo, atrás do equatoriano Jetro Salazar, satélite Honda da Escuderia X.

Na segunda bateria, o goiano acompanhou o estrangeiro, que havia feito o holeshot. Mais rápido que o adversário, o piloto da Equipe Honda Mobil o ultrapassou e passou a liderar. Foi então que Antonio Jorge Balbi Júnior, que havia ganhado posição de Salazar, encostou. O mineiro conquistou o primeiro lugar, abriu alguns segundos, mas na última volta, em uma seção de costelas, sofreu uma queda. A vitória caiu no colo de Wellington, que também venceu no geral. Adam Chatfield, da Vulcano Ipiranga IMS Levorin, acabou em segundo, seguido de Salazar e Balbi, ambos penalizados em dez segundos por saírem da pista e retornarem em local posterior.

“Foi uma prova muito dura. Tivemos muitos pilotos errando por causa do calor e do traçado arenoso. Fiz um grande esforço e consegui o segundo lugar na primeira bateria. Já na segunda, larguei melhor e briguei pela ponta. Tive sorte, mas isso acontece no motocross. Essa vitória é uma grande motivação para sequência de campeonato”, afirma Wellington, terceiro colocado com 145 pontos. Jetro Salazar, segundo no somatório da etapa, lidera a MX1 com 171 pontos.

Na MX2, Paulo Alberto manteve a liderança após conquistar um duplo segundo lugar. O piloto da Equipe Honda Mobil teve um dia bastante complicado, já que caiu nas duas largadas, sendo que na primeira ao lado do companheiro de equipe Hector Assunção. O português mostrou incrível poder de reação. “Foi difícil, pois cai e tive que reagir. Não tive o fim de semana que esperava, mas continuo líder. Agora é descansar, pois saí um pouco com dor no ombro, e focar na próxima etapa, em Limeira”, conta o atual campeão, que comanda a categoria com 161 pontos.

Já Hector Assunção foi ao pódio com a terceira posição no somatório. Ele também reagiu na corrida de abertura, na qual saiu do último para o terceiro lugar após 20 voltas. Na bateria final, se segurou entre os primeiros e completou em terceiro, posição que também ocupa no campeonato com 139 pontos. A vitória ficou com Thales Vilardi, que venceu as duas corridas. “Tive que fazer um grande esforço na primeira bateria e na segunda acabei cansando um pouco. Mas o resultado foi bom pelas circunstâncias. O título está em aberto e não estou longe do Paulo”, finaliza Hector.

A Equipe Honda Mobil de Motocross tem o patrocínio de Pirelli, IMS, Riffel e Oakley.

Na Júnior, destaque para o quarto lugar de Renan “Japinha”, da Dunas Team, que se manteve no pelotão de frente durante os 24 minutos de prova. Léo Almeida, da Escuderia X, andou toda a corrida entre os três primeiros, porém, na última volta, sofreu uma queda e perdeu várias posições. A vitória ficou com Enzo Lopes, que também lidera a categoria.

A quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross acontece nos dias 13 e 14 de setembro, em Limeira (SP).