Do Mais Goiás

Goiano preso na Bulgária suspeito de terrorismo pede extradição

Kaique Luan Ribeiro Guimarães foi detido na cidade búlgara de Haskovo, após alerta de que ele e outros dois jovens se juntariam ao Estado Islâmico


//

O goiano Kaique Luan Ribeiro Guimarães, de 18 anos, que está preso na cidade búlgara de Haskovo, solicitou na última segunda-feira (21/12) à Justiça daquele país sua extradição à Espanha.

O jovem foi detido no último dia 15, na cidade de Kapitan Andreevo, na fronteira da Bulgária com a Turquia, após alerta de que ele e outros dois jovens marroquinos, que também foram presos, se juntariam ao grupo terrorista Estado Islâmico.

Em uma declaração ao jornal búlgaro Trud, Kaíque negou que faça parte de qualquer organização terrorista. “Estávamos em viagem à Grécia e Istambul. Eu não tenho nada a ver com os islamitas. Estou muito preocupado por terem me relacionado como um terrorista. Eu quero o mais rapidamente possível ser extraditado”, comentou.

Segundo as informações divulgadas pela polícia búlgara, Kaique é natural de Formosa, que fica a 282 quilômetros de Goiânia. O brasileiro, no entanto, vive na Espanha desde os 11 anos.

De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, em Terrassa, cidade que fica na Catalunha, no Nordeste espanhol, ele teria se convertido ao islã e passou a adotar o nome árabe de Hakim.

A decisão sobre o destino do brasileiro e dos marroquinos, no entanto, só deve sair no dia 5, por conta dos feriados. (Com o jornal O Popular)