Amanda Sales
Do Mais Goiás

Goiânia tem cronograma temporário para aplicação da vacina BCG

Medida visa otimizar o uso das doses e evitar o desabastecimento da rede. Vacinas já estão disponíveis em unidades de saúde

Nesta quarta-feira (28) a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), retomou a administração da vacina BCG nas unidades de Saúde da capital. Um cronograma foi adotado para garantir doses em diferentes regiões da cidade em dias e locais pré-definidos.
Como o repasse para o município ainda é insuficiente para abastecer todas as unidades, a medida foi adotada para evitar o desabastecimento da rede até que o fornecimento seja normalizado. ‘Com a estratégia vamos otimizar o uso da vacina e evitar desperdício, já que cada frasco contém de dez a vinte doses e, após aberto, perde a validade em seis horas’, explica a superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, Flúvia Amorim.
Desde o início deste ano a capital enfrentava dificuldades em disponibilizar a vacina para a população. A BCG é uma das primeiras vacinas administradas no bebê, quando ele ainda está na maternidade. A dose faz parte do Calendário Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde e protege contra formas graves da tuberculose.
No Centro Municipal de Vacinação, unidade referência em imunização da Prefeitura de Goiânia, a vacina BCG é oferecida de segunda a sábado, das 8h às 18h. Nas demais salas, a oferta segue o cronograma definido pela SMS.’Ao concentrar em locais pré-definidos, conseguimos garantir que as pessoas sejam vacinadas e evitar que as doses sejam descartadas’, explica Flúvia Amorim.
O Governo Federal envia as doses da vacina para as secretarias estaduais de Saúde  e estas redistribuem entre os municípios. Goiânia recebeu duas mil doses  da secretaria de Saúde de Goiás na quinta-feira, 22. Além de definir os locais que ofertariam a vacina, a SMS recapacitou todos os servidores que atuam nas salas devido mudanças técnicas na aplicação das doses.
(Com informações da Prefeitura de Goiânia)