Saúde

Goiânia registra dois casos confirmados de sarampo após 21 anos livre da doença

De acordo com a SMS, os casos são de um homem, de 45 anos, e um recém-nascido. Apesar do susto, ambos passam bem

Cidades

Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 28/08/2019 às 17:27:09

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Após 21 anos sem notificação, dois casos de sarampo foram confirmados em Goiânia. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os pacientes são de um homem, de 45 anos, e de um recém-nascido que acabou de completar um mês de vida. Apesar do susto, ambos passam bem.

Segundo a superintendente de Vigilância e Saúde, Flúvia Amorim, o adulto realizou uma viagem para São Paulo e contraiu a doença no estado, que confirmou a primeira morte da doença nesta quarta-feira (28). Porém, o período de contágio aconteceu quando ele já estava em Goiânia. Flúvia destaca ainda que, neste ano, 20 casos suspeitos foram notificados na capital. Oito foram descartados e outros dez seguem em investigação. Em Goiás, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), 44 casos suspeitos foram notificados. Destes, 25 foram descartados, 16 segue em investigação e três confirmados, sendo os dois de Goiânia e um em Alto Paraíso.

A superintendente destaca que a principal forma de se proteger é pela vacinação (tríplice viral). Houve um aumento no número de pessoas que buscam a proteção, segundo Flúvia. Em média, cerca de 1,5 mil a 2 mil pessoas eram vacinadas.Neste mês, até o momento, cerca de 8 mil pessoas já foram imunizadas. Ela ainda afirma que não há pânico para surto na cidade.

“Primeiro que a gente já tem muitas pessoas vacinadas. Tivemos um aumento significativo no número de doces aplicadas. Principalmente no mês de agosto. Isso nos deixa um pouco mais aliviados, mas ainda sim é uma situação de alerta para quem não está protegido contra o sarampo”, ratifica.

Além disso, Flúvia pontua que as pessoas também devem lavar bem as mãos e evitar lugares com grande aglomeração de pessoas. A superintendente também ressalta sobre a atenção redobrada que agentes de saúde devem ter ao tratarem casos suspeitos. Os principais sintomas da doença são febre alta, coriza, tosse, conjuntivite e manchas vermelhas na pele – tendo início na cabeça e pescoço e, depois, espalhar pelo corpo.

“A gente pede para os profissionais que notifiquem o serviço de Vigilância Epidemiológica. Pois, tem apenas 72 horas para levantar informações com os contatos e vacinar quem ainda não foi vacinado não for vacinado. Em caso desses sintomas, é indispensável a ida a uma unidade de saúde”, diz.

Segundo Flúvia, pessoas de 1 a 29 anos que tenham duas doses registradas no cartão estão imunizadas. A população de 30 a 49 anos que tenham uma dose também está protegido. Caso a pessoa não se lembre se tomou a dose ou não foi vacinada, a indicação é se imunizar.

Locais de imunização

Em Goiânia, a lista de postos de saúde que oferecem a vacina contra a doença pode ser conferida no seguinte link. Em Aparecida, 21 postos realizam a imunização contra o sarampo. O atendimento é realizado de segunda a sexta, das 8h às 16h30. São eles: UBS Andrade Reis; Independência Mansões; Jardim Riviera; Bairro Independência; Campos Elísios; Jardim Florença; Tiradentes; Cândido de Queiroz; Jardim Paraíso; Alto Paraíso; Delfiore; Jardim dos Ipês; Madre Germana; Buriti Sereno; Garavelo Park; Mansões Paraíso; Jardim Olímpico; Parque Trindade; Santa Luzia; Nova Olinda; e Retiro do Bosque.

O serviço também é realizado no Cais Colina Azul e Nova Era. O atendimento também ocorre nos cinco dias úteis, das 7h30 às 18h30. O Centro de Atendimento Ambulatorial também faz as aplicações de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, e aos sábados, das 8h às 16 horas.