Do Mais Goiás

Goiânia prepara aulas presenciais após quase 1 ano e meio de suspensão

Instituições retornarão em um modelo híbrido com 50% de capacidade

Foto: SME

Suspensas desde março do ano passado em razão da pandemia do novo coronavírus, as aulas presenciais na rede municipal de ensino de Goiânia estão previstas para voltarem no próximo dia 16 de agosto. Enquanto isso, a Prefeitura de Goiânia garante cuidar de todos os preparativos, como sanitização e implementação de espaçamentos e marcações nas unidades que receberão os alunos.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SME), as instituições retornarão em um modelo híbrido com 50% de capacidade. Alunos do 1º ao 5º ano farão revezamento diário. Já no ensino fundamental, o revezamento será semanal. Os Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) deixam de ser integrais e vão funcionar de manhã e à tarde.

A pasta informou que, nos três níveis de ensino, o retorno se dará com aulas presenciais e com o envio de atividades para casa e a utilização do sistema digital de aprendizagem. “Os pais e responsáveis terão a opção de escolher também apenas pelo ensino remoto”, declarou.

Medidas sanitárias

De acordo com a SME será feita a sanitização das 372 unidades da capital, que incluem escolas, Cmeis, Cmais e Ceis, “com produtos com capacidade para higienizar por completo os ambientes escolares”. No total, a pasta afirma ter destinado R$ 1,9 milhão para as instituições de ensino para a aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

“Dentre os itens que estão sendo adquiridos pelos gestores das instituições, estão calçados, óculos de proteção, luvas de látex, térmica e descartáveis, máscaras descartáveis (PFF-1), aventais de PVC, toucas, tapetes sanitizantes, termômetros digitais e viseiras”, detalhou a SME, que também garantiu a implementação de marcações de distanciamento e espaçamento nas unidades.

Vale lembrar que, na rede privada, as aulas presenciais retornaram em outubro do ano passado. Atualmente, Goiânia tem 180.268 casos confirmados de Covid-19 e 5.671 óbitos pela doença. A taxa de ocupação das UTIs destinadas a pacientes com coronavírus já chega a 81%, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS).