Ton Paulo
Do Mais Goiás

Goiânia é a 6ª melhor melhor cidade para investir no comércio, diz estudo

Estudo é da empresa Urban Systems

Foto: Reprodução

Um estudo produzido pela Urban Systems, empresa especializada em análise de dados demográficos em mapas digitais, classificou Goiânia como a 6ª cidade do Brasil, entre 100, com condições mais favoráveis para se investir no comércio. O estudo Melhores Cidades para Fazer Negócios, que leva em conta a análise o desempenho de segmentos comerciais e industriais, colocou a capital goiana na frente de lugares como Brasília (DF), Guarulhos (SP), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT) e Curitiba (PR).

Conforme a Urban Systems, responsável pelo estudo, o objetivo é avaliar as cidades brasileiras mais atrativas para o desenvolvimento de negócios, considerando os seguintes seguimentos: educação, comércio, serviços, indústria, mercado imobiliário/construção civil e agropecuária. Ainda segundo a empresa, o ranking dos municípios trazido no levantamento traduz “informações relevantes quanto a demanda, oferta, crescimento do setor, infraestrutura e capital humano relativos a cada um desses eixos analisados”.

O ranking das 100 cidades foi calculado levando-se em conta o Índice de Qualidade Mercadológica (IQM) que, segundo a Urban Systems, “serve de parâmetro para a qualificação de um determinado mercado, sintetizando variedade de informações populacionais, comerciais, urbanísticas, econômicas e infraestruturais”.

Segmentos e cidades

Na categoria comércio, Goiânia obteve a sexta posição, com um IQM de 5.429. A capital ficou atrás de Baueri (SP), que ficou em primeiro lugar com um IQM de 6.218, Hortolândia (SP), Macaé (RJ), Manaus (AM) e Florianópolis (SC).

Na categoria serviços, Goiânia ficou em 33º lugar. No segmento mercado imobiliário, a cidade ficou em 7º e no de educação, em 9º. Já no segmento industrial, aparecem Catalão, em 37º; Senador Canedo, em 78º e Anápolis, em 93º.

No agronegócio, as cidades goianas classificadas foram Catalão, em 39º entre 100, Águas Lindas, em 61º, Anápolis, em 71º e Goiânia, em 92º.