Goiana é finalista do prêmio londrino “Melhores do Brasil no Mundo”

Priscila Nichida é empresária do ramo de artesanato em Londres

Goiana é finalista do prêmio londrino
Goiana é finalista do prêmio londrino "Melhores do Brasil no Mundo" - (Foto: Arquivo pessoal)

A empresária goiana do ramo de artesanato, Priscila Nichida de 36 anos vive na Inglaterra desde 2006. Ela é uma das 10 mulheres selecionadas como finalista do prêmio “Melhores do Brasil no Mundo”, promovido pela revista High Profile, de Londres. Mãe de dois filhos, empreendedora tem se destacado ao exportar suas peças de laços e chinelos personalizados e exclusivos para Bélgica, Espanha, Estados Unidos, Brasil e Istambul.

Priscila conta ao Mais Goiás, que cresceu em uma creche católica em Goiânia e nos momentos em que não estava estudando, aprendia o artesanato com as freiras durante sua infância. Aos 19 anos, teve um tumor cerebral, chegou a ser desenganada por médicos, mas após um ano de tratamento superou as sequelas e surgiu a oportunidade de imigrar para Londres para estudar.

Em 2006, junto da mãe, estudou e trabalhou como faxineira. Depois já com apoio de seu marido, que também é brasileiro natural de Uberlândia, conseguiu emprego em uma empresa de bolsa de valores, onde foi supervisora de limpeza.

Goiana produz peças em casa

Priscila fez cursos técnicos, um deles foi de cabeleireira. Com isso, foi eleita a segunda melhor cabeleireira em penteados para televisão no campeonato regional do Reino Unido, de 2012, em Londres.

Produtos confeccionados pela empresária goiana – Foto: Arquivo Pessoal

Com a chegada da filha caçula, o artesanato criativo voltou a fazer parte da vida de Priscila. “Ganhei uma sacola com renda, fita e tecidos de uma amiga e comecei a produzir peças de laços na poltrona de casa mesmo”, relata a empresária goiana.

“Abri uma conta no Facebook e comecei a divulgar meu trabalho. Para minha surpresa, as pessoas começaram a entrar em contato e as vendas começaram a surgir de forma tímida. No início eu levava dois, três meses para vender quatro lacinhos. Era muito difícil”, contou.

Priscila diz que investiu em publicidade e buscou apoio na Associação Brasileira dos Artesãos (ABA), especializada em feiras e eventos de artesanato para brasileiros imigrantes na Inglaterra.

A filiação à ABA abriu novas e importantes janelas, participando de feiras, palestras e eventos. Foi quando eu conheci a escritora brasileira especialista em vendas, Juliana Albanez, que me deu dicas sobre vendas e divulgação do meu trabalho. A partir disso, melhorei o perfil das minhas redes sociais de vedas e tudo começou a crescer”, revelou a finalista do prêmio “Melhores do Brasil no Mundo”.

Com produção manual, goiana exporta produtos para o mundo

A produção é manual, personalizada e exclusiva. Segundo Priscila os clientes são atendidos prontamente, porém as entregas dos produtos são realizadas por meio de fila de espera.

Produtos confeccionados pela empresária goiana – Foto: Arquivo Pessoal

“O meu diferencial é que cada peça é exclusiva. Não trabalho em larga escala, meu foco é atender o cliente com individualidade, sempre respeitando sua personalidade, tema e objetivo”, explicou Priscila.

No meu reinventar eu mudei um pouco o meu alvo. Mudei de atender somente criança e fui para todas as faixas etárias. Comecei com lacinhos, gravata borboleta, kit familiar e durante a pandemia comecei a aprender técnicas de soldar materiais e com pedras fiz os famosos chinelos havaianos em versão melhorada, conforme pedido do cliente. Com isso meu nome foi crescendo mais”, pontua.

Empresária goiana já ganhou outras premiações

Priscila conta que já recebeu diversos prêmios. O primeiro foi em 2019, quando venceu o “Guia Londres Woman Awards”, como a melhor artesã brasileira em Londres. E não parou por ai, no mesmo ano, levou o primeiro lugar no prêmio “Top of Mind UK”, como melhor artesã na categoria de artes.

Priscila ainda foi convidada para participar de uma campanha de roupas chamada “All sizes/Todos os Tamanhos” com o intuito de mostrar o empoderamento da mulher, e atuou como modelo e expositora.

A goiana se tornou ainda voluntária do Conselho de Cidadania Consulado-Geral (CCRU) da embaixada brasileira em Londres, o que rendeu a indicação ao prêmio “Melhores do Brasil na Europa” em 2020, onde foi classificada entre as 10 melhores brasileiras empreendedoras na Europa.

Premiação do “Melhores do Brasil no Mundo”

Priscila fica emocionada ao falar sobre sua indicação ao prêmio, e afirma que é uma vitória está entre as melhores. “Quando eu recebi o e-mail com a indicação eu chorei, porque eu mesma não acreditava que poderia ser a melhor do Brasil no Mundo. Aceitei e passei na primeira parte da premiação e estou indo para a final. Estou muito feliz e me sinto realizada”, comemora.

“Com esse prêmio eu com certeza terei mais visibilidade e vou conseguir as parcerias que eu preciso para colocar em prática um projeto de ajuda as mães em Londres”, completou.

A cerimônia de premiação será realizada no próximo dia 30 de outubro, no Palácio de Kensington, localizado na cidade Westminster Gardens, no Royal Borough, em Londres, na Inglaterra. O evento terá como cerimonialista a empresária e ativista Luiza Brunet.