Do Mais Goiás

Gêmeas siamesas que compartilhavam o coração morrem no Materno Infantil, em Goiânia

Recém-nascidas estavam internadas desde o último dia 26 de setembro na unidade. Além do coração, ambas eram unidas pelo tórax

Gêmeas siamesas que compartilhavam o coração morrem no Materno Infantil, em Goiânia
Gêmeas siamesas que compartilhavam o coração morrem no Materno Infantil, em Goiânia

As gêmeas siamesas que compartilhavam o mesmo coração morreram no Hospital Materno Infantil (HMI), em Goiânia, no final da tarde desta quarta-feira (2). Segundo nota encaminhada pelo hospital, as bebês estavam internadas na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN).

Ainda de acordo com a nota, a causa da morte foi a má formação cardíaca. Além do coração, elas eram unidas pelo tórax. As meninas nasceram no último dia 26 de setembro, após 34 semanas de gestação. O velório vai acontecer na Bahia, terra natal dos familiares das gêmeas. Eles não querem falar sobre o assunto.

De acordo com o médico Zacharias Calil, especialista em separação nesses casos, a situação das gêmeas já era bastante complexa. Ele conta que uma das meninas tinha um coração do tamanho normal. Já a outra lutava para viver com um coração menor. Por isso,  uma mantinha a outra por meio de uma veia que funcionava entre os dois corações.

O médico afirmou que a separação delas era difícil de acontecer, pois os corações eram colados, músculo com músculo. Devido à complexidade do caso, a mãe das garotas foi encaminhada de Salvador para Goiânia, dois dias antes do parto.

*Com informações do G1