Coronavírus

GCM se reúne com prefeito Iris nesta segunda para novo plano de ação

Medida pode ser um reflexo do não cumprimento das recomendações de isolamento por parte da população, que continua a frequentar parques e outros pontos de grandes aglomerações


Francisco Costa
Do Mais Goiás | Em: 21/03/2020 às 14:26:27

(Foto: Reprodução/Facebook)
(Foto: Reprodução/Facebook)

A Guarda Civil Metropolitana (GCM) se reúne com o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), nesta segunda-feira (23), para discutir a inclusão da corporação em uma força tarefa com outros órgãos para traçar um plano de ação em relação aos estabelecimentos que descumprem os decretos estadual e municipal, a fim de conter o novo coronavírus. A medida pode ser um reflexo do não cumprimento das recomendações de isolamento por parte da população, que continua a frequentar parques e outros pontos de grandes aglomerações.

O GCM Saldanha, porta da voz da Guarda Civil Metropolitana, informou ao Mais Goiás que a corporação obedece ao decreto estadual e municipal. “No estadual, a ação fiscalizatória cabe à PM. No municipal, existe a proibição de feiras livres e especiais.” Segundo ele, neste encontro de segunda-feira podem ser incluídos os parques e locais de grandes aglomerações na revisão do decreto municipal.

Questionado sobre o possível teor do decreto, ele diz que não pode garantir ou adiantar nada. “Na segunda-feira faremos um comunicado.”

Apesar disso, ele lembra que o Ministério Público de Goiás (MP-GO) recomendou ao prefeito Iris que determinasse à GCM a fiscalização de parques. Saldanha ressalta que isso só poderá ser feito quando houver o pedido. “Estamos subordinados, então só podemos agir com a determinação do mesmo”, explicou o porta voz. “Estamos cumprindo o que a lei determina”, reforça ao garantir que, na segunda, algo do cenário irá mudar.

A prefeitura confirmou o encontro desta segunda-feira e informou se tratar de uma ação conjunta com o Estado. Participam o secretário de Segurança Pública, o comandante da PM e a GCM para alinhas ações conjuntas. Segundo esclarecido, existem comitês estaduais e municipais que se encontram diariamente para definir essas ações alinhadas. Não é possível antecipar o teor da reunião.

O Mais Goiás entrou contato com a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), também citada na recomendação do MP-GO. A mesma disse, por nota, que “não tem havido eventos, mas as pessoas continuam indo aos parques para as caminhadas, mas não na mesma intensidade como antes do surgimento do coronavírus. O que houver de recomendação por parte do MP a Amma vai acatar. Até o momento não chegou ao órgão nenhum documento pertinente a tal assunto”.

*Atualizada às 16h20