FELINO FUJÃO

Gato que desapareceu em Goiânia é encontrado no interior do Mato Grosso

Animal, que reside no setor Oeste, viajou cerca de 660 quilômetros e foi parar em uma oficina mecânica às margens da BR 070


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 26/06/2020 às 16:07:18

Animal, que reside no setor Oeste, viajou cerca de 660 quilômetros e foi parar em uma oficina mecânica às margens da BR 070 (Foto: ReproduçãoTV Anhanguera)
Animal, que reside no setor Oeste, viajou cerca de 660 quilômetros e foi parar em uma oficina mecânica às margens da BR 070 (Foto: ReproduçãoTV Anhanguera)

O isolamento social causado pela pandemia do coronavírus não tem impedido algumas pessoas de viajar – e tampouco os animais. Na última segunda-feira (22) o gato Gaspar, que mora no pet shop do dono localizado no Setor Oeste, em Goiânia, desapareceu. A surpresa é que Gaspar foi encontrado cerca de 660 quilômetros de distância, no município de Primavera do Leste, Mato Grosso.

Segundo o dono do Gaspar, Anderson Batista, 33 anos, todos os dias o gato tem o costume de sair para passear. “Na segunda-feira quando fui embora do pet shop, ele ainda não tinha retornado. Na terça-feira de manhã quando cheguei para trabalhar, estranhei que ele também não estava e comecei a ficar preocupado“.

A sorte é que a coleira que o gato usa possui os telefones de contato de Anderson. “Recebi uma ligação do Geraldo, dono de uma oficina mecânica, dizendo que estava com o Gaspar. Perguntei em qual setor era a oficina, ele respondeu que era em ‘Primavera‘. Pensei que era no Jardim Primavera [bairro de Goiânia] e quando pedi o endereço, ele disse que na verdade era Primavera do Leste, interior de Mato Grosso“, diz.

Gato que desapareceu em Goiânia é encontrado no interior do Mato Grosso

O gato Gaspar saiu de um pet shop em Goiânia e foi parar em uma oficina mecânica em Mato Grosso (Foto: Arquivo Pessoal)

Suspeita-se que o gato foi parar no estabelecimento às margens da BR-070, pegando carona no capô de algum veículo. A viagem durou cerca de nove horas.

Os familiares de Anderson começaram a pedir ajuda nas redes sociais, procurando quem poderia contribuir com a viagem de volta do gato fujão. Gaspar permaneceu de terça a quarta-feira na oficina de Geraldo, até que a ONG S.O.S Animais Primavera, buscou e cuidou do bichano.

“Por sorte, um amigo meu de Cuiabá estava vindo para Goiânia e passaria por Primavera do Leste. Ele buscou o Gaspar na ONG e trouxe de volta para a cidade”, acrescenta o dono do gato. Gaspar já está em casa e continua passeando, mas agora sobre os olhares mais atentos de quem está pelo pet shop.

Anderson chama a atenção para a importância dos animais sempre usarem coleiras com o nome e contato dos responsáveis. “Se não fosse isso, talvez nunca mais veríamos o Gaspar”, conclui.

Gato salva bebê de cair de escada de 12 degraus, na Colômbia: assista