Jovem que decapitou avô descartou cabeça por janela de carro em Senador Canedo

Ele afirmou a motorista de aplicativo que o conduzia que sacola continha um gato morto. Membro foi jogado em um córrego

GIH
Jovem confessa ter decapitado avô em Senador Canedo (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O jovem que decapitou o avô em Senador Canedo descartou a cabeça por janela de carro dirigido por motorista de aplicativo. Rapaz, 19, foi preso na quarta-feira (1/9) após confessar o crime. De acordo com a Polícia Civil, o detido afirmou ao condutor que a sacola continha um gato morto.

A cabeça foi atirada do carro durante o trajeto, quando o carro transitava pela ponte da Avenida Progresso. Agentes civis encontraram o membro no dia seguinte, depois que o próprio rapaz indicou o local.

Avô teria abusado da irmã mais nova do jovem, que tem 12 anos

De acordo com a polícia, o rapaz admitiu que assassinou o avô após descobrir que o idoso abusou sexualmente da irmã dele, de apenas 12 anos. Caso teria ocorrido durante uma visita que o idoso fez à família no estado do Pará, onde também vive o investigado.

O idoso teria inclusive, segundo o suspeito, voltado às pressas para Senador Canedo no último domingo (29), depois que a adolescente relatou o abuso à família. Aos policiais, o jovem disse que ficou revoltado com a situação e viajou atrás do avô.

Jovem confessa que arremessou cabeça do avô por janela de carro fingindo ser gato morto

Jovem confessa que arremessou cabeça do avô por janela de carro fingindo ser gato morto (Foto: Divulgação – PC)

Questionou o avô já em posse de um facão

Nesta terça-feira (31), o investigado foi até a casa do idoso questioná-lo sobre o suposto abuso sexual, já armado com um facão, que estava escondido entre as roupas. “Ele disse que chegou a ir ao banheiro para pensar se concretizaria o crime ou não”, detalhou a polícia.

Durante uma discussão com a vítima, o jovem golpeou o avô e, na sequência, arrancou a cabeça com a mesma arma, segundo disse a polícia.

Abuso contra irmã não foi confirmado pela polícia

Segundo a investigação, a informação de que o idoso realmente abusou sexualmente da neta ainda não foi confirmada.

Corpo do idoso foi encontrado por vizinho

De acordo com a Polícia Militar, foi um vizinho quem encontrou a vítima, de 82 anos, assassinada, no final da tarde de terça-feira (31).

Segundo os militares, ele foi quem acionou a polícia. O homem disse que sentiu falta do idoso e, por isso, resolveu ir até a casa dele para procurá-lo. Porém, ao entrar na casa encontrou a vítima decapitada.

*Larissa Feitosa compõe programa de estágio do Mais Goiás sob supervisão de Hugo Oliveira.