Solidariedade

Garoto que perdeu braço e parte do crânio em acidente precisa de ajuda para cirurgia

Feijoada beneficente será realizada no próximo 7/4 em Uruana. Veja informações para doações no fim da matéria


Hugo Oliveira
Do Mais Goiás | Em: 09/03/2018 às 13:48:08

Ajude Samuel a realizar a cirurgia. Procedimento não é realizado pelo SUS (Foto: Altemar Santos)
Ajude Samuel a realizar a cirurgia. Procedimento não é realizado pelo SUS (Foto: Altemar Santos)

O dia está fresco na memória da mãe, Leide Daiane Pimenta: 3/4/2017. Foi nesta data que o filho dela, Samuel Pimenta (8) teve o antebraço esquerdo, parte do crânio e da massa encefálica arrancados no acidente do veículo em que estava com uma roçadeira, no município de Ceres.

Atualmente, o menino se recupera em tratamentos multiprofissionais em Goiânia, mas parte do cérebro está desprotegida, coberta apenas pelo couro cabeludo. Para arrecadar recursos para realização de uma cranioplastia, procedimento para colocada de uma prótese na cabeça do menino, a família tenta arrecadar R$ 50 mil em uma feijoada marcada para as 11h do próximo dia 7/4, na Paróquia São Sebastião, em no município de Uruana.

O procedimento, segundo Leide, não é coberto pelo Sistema Único de Saúde, por meio do qual o garoto realiza tratamentos com neurocirurgiões, psicólogos, terapeutas entre outros profissionais. “procuramos de todas as formas possíveis; até fora do estado, mas nenhum hospital faz a cirurgia, que custa R$ 50 mil na rede privada. Eu, mãe solteira, não tenho condições de arcar com essa despesa. Por isso peço ajuda”.

Acidente

Mâe e filho seguiam de carona de Uruana para Ceres, onde embarcariam em um ônibus para a cidade de Campinorte, onde residiam. Na estrada, havia um trabalhador realizando roçagem nas margens do asfalto. Segundo Leide, a máquina emperrou e, na tentativa de destravar o equipamento, o operador forçou o motor. Como consequência, a roçadeira rodou em direção à pista, se chocando contra a traseira do veículo onde Samuel estava acomodado.

A máquina atingiu, arrancou e arremessou o antebraço esquerdo do garoto para fora do veículo. Parte da cabeça e do outro braço também foram afetados. Na confusão, o motorista identificado apenas como Clóvis, saiu do carro para avaliar os danos. A mãe, atordoada, chamou pelo filho, que não respondia.

“Ouvi um motociclista gritando do lado de fora, avisando que tinha um braço no chão. Foi quando me virei e vi que meu filho estava muito machucado. Chamei o motorista e partimos para o hospital. Não deu tempo nem de pegar o braço”, relembra.

Ajuda

Samuel recebeu os primeiros socorros na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceres. Lá, Mãe e filho receberam uma avaliação dos danos: perda de massa cefálica, do antebraço esquerdo, parte da testa e do crânio, do lado esquerdo da cabeça, além de um corte no braço direito.

Garoto mostra cicatrizes deixadas pelo acidente com roçadeira (Foto: Altemar Santos)

“Ele precisava passar por uma cirurgia. A unidade chamou uma ambulância, que nos levou ao Aeroporto, onde ele pegaria um helicóptero para o Hugol, em Goiânia”, explica. No entanto, a aeronave dos bombeiros, segundo Leide, estava demorando muito. Foi quando ela decidiu pedir ajuda a amigos e conhecidos. “Assim cheguei ao deputado Talles Barreto, que, ao saber do nosso problema, fretou um helicóptero para fazer o transporte. Graças a ele, em menos de uma hora estávamos no hospital”.

Vida que segue

Leide afirma que após o acidente, o garoto foi diagnosticado com hiperatividade, além de ter esquecido todo o aprendizado que recebeu na escola no ano de 2016. “Ele tinha vergonha do braço. Dizia que não era mais completo como os colegas. Hoje, com ajuda de terapeutas, ele já aceitou a nova condição”.

Por outro lado, Samuel ainda não pode brincar como criança, já que está com o cérebro desprotegido. “Ele sente muita falta de jogar bola, mas hoje não pode correr ou se arriscar. Tenho ajuda do zelador da escola e de uma professora que o ajuda especificamente”.

Tímido, o garoto, que assistia desenhos na TV no momento da entrevista, afirmou que já brinca, estuda e se diverte, mas pretende melhorar a solidariedade da população. “Quero ficar melhor com ajuda das pessoas”.

Serviço
Feijoada para arrecadação de fundos para cranioplastia
Quando:
11h, 7/4
Onde: Paróquia São Sebastião, Uruana-GO
Quanto: R$ 10 – ingressos pelos telefones (62) 9.9996-6556 (Cleici) e (62) 9.9857-1045 (Aline)
Contato para doações: Leide – (62)9.9857-1077