Da Redação
Do Mais Goiás

G44 Brasil S.A faz acordo com Abrasc e paga investidores

O acordo permite não só encerrar a disputa jurídica, mas também demonstra o compromisso da empresa com seus investidores

Empresa de criptomoedas paga investidores (Foto: divulgação)
Empresa de criptomoedas paga investidores (Foto: divulgação)

A G44 Brasil S.A é uma holding empresarial que atuava na gestão de empresas do segmento de tecnologia em criptomoedas e em 25 de novembro de 2019 encerrou as suas atividades devido à instabilidade técnica, dificuldades operacionais, tentativa de invasão cibernética nas plataformas e veiculação de fake news em diversas mídias, levando assim a G44 a decidir pela descontinuação de todos os contratos firmados sob a modalidade de SCP – Sociedade em Conta de Participação.

Apesar da empresa ter encerrado suas atividades no ramo de criptomoedas, recentemente protocolou um acordo para pagar os sócios/investidores representados pela Associação Brasiliense de Solução de Conflitos (Abrasc), com o objetivo de evitar uma ação coletiva que poderia ter início em Brasília/DF. O Termo de Acordo Extrajudicial foi protocolizado perante a justiça brasiliense no último dia 4de junho de 2020 e aguarda ainda homologação pela justiça do Distrito Federal.

O Termo prevê 40 parcelas e oito meses de carência para o início do pagamento, mas a G44 se antecipou e já deu início à quitação das primeiras parcelas em claro sinal de boa fé, respeito e compromisso da empresa para com seus sócios/investidores. Dezenas de pessoas foram contempladas através do acordo assinado com a ABRASC e estão recebendo os valores acordados.

“Eu vejo esse acordo com muito bons olhos, recebi uma parte da G44 e me sinto muito grato por ter feito esse acordo. O momento no país não está fácil e tanto eu como a minha família só temos a agradecer ao senhor Saleem por honrar seu compromisso conosco e espero que tudo melhore logo e que possamos fazer novos investimentos”, declarou o investidor Márcio Luiz de Alencar.

Maria do Socorro, que também é investidora da G44 e presidente da ABRASC, destaca que o acordo atende aos melhores interesses da empresae de seus sócios e põe fim às incertezas, ônus e custos associados a potenciais litígios na Justiça: “No dia 4 de junho foi celebrado o acordo entre a G44 e a Associação Brasiliense de Solução de Conflitos e desde o início da negociação a G44 colaborou e sempre demonstrou o interesse em fazer um acordo. A empresa deveria fazer o primeiro pagamento em oito meses mas em sinal de seu comprometimento com os investidores fez um pagamento antecipado de parte das parcelas, e para os associados que tinham um valor menor a receber, ela antecipou mais de uma parcela”! Outro ponto apontado por Maria como “interessante” foi a empresa ter dito que, havendo a possibilidade, ela tem o interesse de antecipar as outras parcelas também.

Desde o fim de 2019 a empresa vem passando por dificuldades financeiras e, em razão disso, tem sido vítima de ataques de “fake news” propagados por canais de informações que têm distorcido a opinião pública sobre os assuntos relacionados a G44, mas mesmo assim vários investidores já foram restituídos com os valores de seus investimentos, e processos movidos na Justiça estão sendo solucionados de forma cordial e com respeito às normas legais.

Bruno Araújo se diz confiante no acordo firmado com a G44: “Em momento algum eles falaram que não nos pagariam. A gente já viu isso acontecer com outras empresas e o que os donos fizeram foi trocar de telefone, sumir das redes sociais, fechar escritórios, sumirem do mapa… O Saleem não fez isso, então eu me mantenho confiante de que vou receber o meu dinheiro que está investido na G44. Tem vários familiares meus que também estão lá e todos nós temos esperança de que vamos receber sim. Vejo com bons olhos esse acordo”.

A reportagem procurou o presidente do grupo, o Sr.Saleem Ahmed Zaahher, que se pronunciou: “A G44 sempre se pautará pelo respeito, responsabilidade perante seus sócios e seus colaborares, aliada a preocupação com desenvolvimento sustentável onde atua”, conclui o presidente.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal www.EMAISGOIAS.com.br pelo WhatsApp (62) 98272-3896 ou entre em contato pelo (62) 3259-6500