PRÓXIMO À PM

Furto de equipamentos causa prejuízo de R$ 60 mil a igreja do Setor Goiânia 2

igreja fica nas proximidades do 9º batalhão da Polícia Militar (PM). Caso será investigado


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 06/11/2020 às 13:53:16

A igreja Ministério Vida, localizada no Setor Goiânia 2, teve prejuízo de cerca de R$ 60 mil, após equipamentos de som serem furtados do local. Foto: reprodução
A igreja Ministério Vida, localizada no Setor Goiânia 2, teve prejuízo de cerca de R$ 60 mil, após equipamentos de som serem furtados do local. Foto: reprodução

A igreja Ministério Vida, localizada no Setor Goiânia 2, teve prejuízo de cerca de R$ 60 mil por causa da ação de bandidos que furtaram equipamentos de som do local. Mesa de som, teclados, microfone e violão estão entre os itens levados. O crime ocorreu na madrugada desta sexta-feira (6). A igreja fica nas proximidades do 9º batalhão da Polícia Militar (PM).

Em entrevista ao Mais Goiás, o pastor Diego Moura Fernandes afirma que o crime foi descoberto por volta das 7h da manhã desta sexta-feira (6). Diego diz que possui uma empresa ao lado da igreja e funcionários do estabelecimento perceberam que a igreja havia sido arrombada.

“Eles (funcionários) me ligaram perguntando se tinha alguém na igreja, pois ela estava aberta. Quando entraram no local, perceberam que os aparelhos haviam sido levados”, disse.

Segundo o pastor, os suspeitos pularam o muro, conseguiram abrir o portão eletrônico e arrombaram a porta da igreja. Os equipamentos subtraídos estão avaliados em R$ 60 mil. Este foi o primeiro registro de furto no local.

Para Diego Moura, o sentimento é de tristeza. “Fica a tristeza por toda a igreja. É dinheiro do povo, obra de Deus. Agora é confiar no propósito de Deus e acreditar que ele tem algo melhor para nós”, afirmou o pastor, que tenta conseguir equipamentos emprestados para realizar o culto do próximo domingo (8).

O pastor diz que há uma câmera nas proximidades da igreja, o que pode facilitar o trabalho da polícia. “A gente espera que as imagens tenham captado algo”, comentou. O caso foi registrado e será investigado pela Polícia Civil.