Caso de polícia

Foragido é morto em confronto com a Rotam

Lucas Gabriel é integrante de uma das quadrilhas que há um ano brigam pela venda de drogas na Região Sudoeste de Goiânia





//

Após levantamentos do Serviço de Inteligência, policiais militares Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam) descobriram no início da tarde de hoje a residência onde estava escondido um foragido da Justiça que seria integrante de uma das quadrilhas que há um ano trava uma sangrenta guerra que já deixou mais de 50 mortos em Goiânia. Após reagir à abordagem com tiros de um revólver Calibre 38, Lucas Gabriel Dias Pereira, 21, foi baleado e morreu no local.

Conhecido pelo apelido de GTA, Lucas foi abordado no momento em que saía da casa de sua avó, na Rua R-11 Quadra 12 Lote 10 no Residencial Canadá em Goiânia, ocasião em que atirou nos PMs e acabou morto. Condenado por receptação, ele estava foragido do regime semi aberto desde o último dia oito de agosto.

De acordo com informações da PM, Lucas era parceiro de Marco Antônio Rodrigues Gomes, 21, o “Marcola”, criminoso que foi morto com mais de 15 tiros na madrugada do último dia 13 em Goianésia.

GTA e Marcola integravam a quadrilha comandada por Iterley Martins de Sousa, 32, o “Magrelo”, traficante se está foragido e que trava uma guerra por pontos de vendas de drogas em Goiânia com Thiago Cesar de Souza, o “Topete”, que cumpre pena por tráfico na Penitenciária Coronel Odenir Guimarães em Aparecida de Goiânia.