Violência

Foragido desde 2002, acusado de matar mulher a facadas é preso na Cidade de Goiás

De acordo com a denúncia, a vítima teria xingado o homem após o mesmo reclamar de ter comprado bebidas alcoólicas sozinho. Mulher foi morta com seis facadas


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 25/10/2019 às 16:07:39

Foragido desde 2002, acusado de matar mulher a facadas é preso na Cidade de Goiás (Foto: Marcos Santos / USP)
Foragido desde 2002, acusado de matar mulher a facadas é preso na Cidade de Goiás (Foto: Marcos Santos / USP)

Acusado de matar a esposa a facadas em 2002, Roberto José Soares foi preso, no último dia 14 de outubro, na Cidade de Goiás. Entretanto, apenas nesta quinta-feira (24), o juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara Criminal dos Crimes Dolosos contra a Vida foi informado do cumprimento da prisão. O crime aconteceu no Setor Vila Nova, em Goiânia.

O homem foi denunciado pelo Ministério Público (MP-GO) em fevereiro de 2003. Consta no documento que, no dia 1º de dezembro de 2002, três pessoas ingeriam bebidas alcoólicas no local. Por volta das 18h, Roberto chegou embriagado e continuou bebendo.

Horas depois, a vítima, Izabel Cristina Azevedo, também chegou bêbada no local. Ela ingeriu mais uma cerveja e foi para o barracão onde morava, que ficava no mesmo lote. Consta na denúncia que Roberto teria reclamado de ter comprado as bebidas sozinho e que todos teriam que contribuir. Ainda segundo o documento, a vítima teria dito a seguinte frase: “você é um homem ou um saco de batata para dizer que não vai mais pagar cerveja para as meninas? Nesse caso, eu sou mais homem que você!”

Após isso, o homem partiu para cima da vítima e a chutou diversas vezes. Com o auxílio de uma faca, ele desferiu seis golpes em Izabel. Ela morreu na hora. De acordo com Laudo do Exame Médico Cadavérico, a causa da morte foi uma intensa hemorragia interna e externa.

Após o crime, Roberto fugiu e estava desaparecido desde a época do crime. Ele deve ser recambiado para Goiânia, onde responderá o processo.