É SÉRIE A

Fora de casa, Goiás vence o Oeste e garante seu retorno à Série A

Com o resultado, o Goiás marca de 60 pontos na tabela de classificação, assumindo a vice-liderança da competição.


Estadao Conteúdo
Estadao Conteúdo
Do Estadao Conteúdo | Em: 17/11/2018 às 23:12:35

 Lance durante a partida entre Oeste SP e Goiás GO, válida pela Série B do Campeonato Brasileiro 2018, no Estádio Arena Barueri em Barueri (SP), neste sábado (17). (Foto: Júlio Zerbatto/Futura Press/Folhapress)
Lance durante a partida entre Oeste SP e Goiás GO, válida pela Série B do Campeonato Brasileiro 2018, no Estádio Arena Barueri em Barueri (SP), neste sábado (17). (Foto: Júlio Zerbatto/Futura Press/Folhapress)

O Goiás está de volta à elite do Campeonato Brasileiro depois de três anos. Jogando na Arena Barueri, em Barueri (SP), o lateral-direito Alex Silva mostrou oportunismo, marcou dois gols e garantiu a vitória por 3 a 1 contra o Oeste, de virada, depois que Mazinho abriu o placar – o meia Goivanni completou no finalzinho. Com uma combinação de outros resultados nesta 37.ª rodada, o time do técnico Ney Franco confirmou o acesso com antecedência. A última vez que esteve na Série A foi em 2015.

A vitória levou o Goiás para 60 pontos, assumindo a vice-liderança da competição por ter duas vitórias a mais que o Avaí: 18 contra 16. Este é apenas o segundo acesso confirmado na Série B, que antes teve o líder Fortaleza também garantido de forma antecipada. Ainda restam duas vagas. Do outro lado da tabela de classificação, o Oeste segue ameaçado pela zona de rebaixamento, com 45 pontos. Chega na última rodada de olho no Paysandu, que tem 43.

O primeiro lance de perigo saiu de uma jogada aparentemente inofensiva. Rafinha recebeu no meio de campo, achou espaço, foi cortando por meio e resolveu arriscar. A finalização, de muito longe, veio com força e assustou o goleiro Airton, que precisou defender em dois tempos. A resposta do Oeste veio com Bruno Lopes, que recebeu cruzamento e testou bonito para uma linda defensa de Tiago Cardoso, aos 35 minutos.

Se faltou emoção na etapa inicial, o jogo cresceu demais de produção no segundo tempo. Aos 19 minutos, Marcinho acertou um lindíssimo lançamento para Mazinho, que saiu nas costas da marcação. O camisa 10 ficou frente a frente com Tiago Cardoso e bateu na saída do goleiro para abrir o placar em Barueri. Mas a festa não durou muito tempo. Aos 21, em cobrança de falta, Alex Silva testou e deixou tudo igual novamente.

Logo na sequência, aos 26 minutos, o Oeste cobrou escanteio pela esquerda, Tiago Cardoso ficou indeciso, saiu muito mal do gol e a bola sobrou para Raphael Luz na segunda trave. Ele subiu e testou firme, mas jogou por cima da meta.

Aos 31 minutos saiu o gol que mudou a história do Goiás. Em um contra-ataque, Maranhão levantou a cabeça e tocou para Alex Silva, que bateu em cima de Airton, pegou o rebote e completou para o fundo das redes.

Antes do apito final, aos 48 minutos, o Oeste ainda tentou estragar a festa do rival, mas a pressão gerou espaço para o Goiás encaixar mais um contra-ataque. Em lance muito parecido com o segundo gol, Viçosa carregou pela esquerda e encontrou Giovanni do outro lado. O camisa 10 tocou na saída de Airton e fechou a vitória, que devolveu o clube para a Série A de 2019.

No próximo sábado, o Goiás recebe o Brasil-RS no estádio Serra Dourada, em Goiânia, enquanto que o Oeste enfrenta o lanterna e já rebaixado Boa no estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG). Ambos os jogos serão às 17 horas.

 

FICHA TÉCNICA
OESTE 1 x 3 GOIÁS 

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data: 17 de novembro de 2018, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Marcus Vinícius Gomes (MG)

Cartões amarelos: Betinho (Oeste); Rafinha, Júnior Viçosa e João Afonso (Goiás)
Gols: OESTE: Mazinho, aos 19 minutos do segundo tempo; GOIÁS: Alex Silva, aos 21 e 31 minutos do segundo tempo, e Giovanni, aos 49 minutos do segundo tempo.

OESTE: Airton; Adriano Alves, Joilson, Jomar (Raphael Luz) e Conrado; Lídio, Betinho, Marciel, Marcinho (Ceará) e Mazinho; Bruno Lopes (Pedrinho)
Técnico: Roberto Cavalo

GOIÁS: Tiago Cardoso; Alex Silva (Caique Sá), Victor Ramos, David Duarte e Ernandes; Gilberto, João Afonso (Léo Sena) e Giovanni; Rafinha (Maranhão), Júnior Viçosa e Michael
Técnico: Ney Franco