Foguetes e ataques aéreos elevam a tensão entre Israel e Gaza

Confronto ocorre após Estado judaico assinar acordo diplomático com Emirados Árabes Unidos e Bahrein


Agência O Globo
Agência O Globo
Do Agência O Globo | Em: 16/09/2020 às 10:49:00

Ataque aéreo provoca explosões e fumaça na Faixa de Gaza (Foto: IBRAHEEM ABU MUSTAFA / REUTERS)
Ataque aéreo provoca explosões e fumaça na Faixa de Gaza (Foto: IBRAHEEM ABU MUSTAFA / REUTERS)

Militantes da Faixa de Gaza dispararam foguetes contra Israel, que reagiu com ataques aéreos a alvos no enclave palestino, num pano de fundo explosivo para a assinatura de um acordo para estabelecer relações formais entre Israel e dois países do Golfo Pérsico.

As Forças Armadas israelenses disseram ter lançado dez ataques aéreos na manhã desta quarta-feira contra alvos no território controlado pelo grupo islâmico Hamas e que 15 foguetes foram disparados da Gaza contra comunidades israelenses perto da fronteira antes do amanhecer desta quarta-feira.

Na terça, um foguete de Gaza atingiu a cidade costeira israelense de Ashod, ferindo duas pessoas, no momento em que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu assinava na Casa Branca acordos com os Emirados Árabes Unidos e o Bahrein para estabelecer relações diplomáticas.

Os palestinos, que buscam um Estado independente na Faixa de Gaza e nos territórios ocupados da Cisjordânia, veem os acordos, patrocinados pelos Estados Unidos, como uma traição a sua causa.

Não houve informações de mortos em qualquer um dos lados da fronteira. Israel disse que oito dos foguetes lançados na quarta-feira foram interceptados pelo sistema antimísseis Domo de Ferro. Num comunicado, os militares informaram que os alvos em Gaza incluíram fábricas de armas e explosivos e um complexo usado pelo Hamas para treinamento e testes com foguetes.

Sem citar qualquer facção em particular, o grupo Jihad Islâmica em Gaza disse que, em resposta aos ataques aéreos, a “resistência” disparou baterias de foguetes contra Israel.