Crime

Flordelis irá depor na segunda-feira em investigação sobre morte do marido

Flordelis foi intimada pela delegada Barbara Lomba, da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), a depor como testemunha na segunda-feira.


Estadao Conteúdo
Estadao Conteúdo
Do Estadao Conteúdo | Em: 22/06/2019 às 12:30:09

Flordelis e o marido (Foto: Reprodução)
Flordelis e o marido (Foto: Reprodução)

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) irá depor na próxima segunda-feira, 24, no inquérito que investiga a morte de seu marido, o pastor Anderson do Carmo de Souza, de 42 anos, assassinado no último domingo. Apesar de um dos filhos do casal ter assumido a autoria do crime, a polícia quer esclarecer a dinâmica da execução e diz que todas as pessoas que tinham alguma ligação com o pastor estão sendo investigadas – o que inclui a deputada.

Flordelis foi intimada pela delegada Barbara Lomba, da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), a depor como testemunha na segunda-feira. Neste sábado, 22, a assessoria da deputada informou que ela comparecerá para a oitiva.

“Embora, como parlamentar, a deputada tenha a prerrogativa de escolher o dia e o local do depoimento, ela decidiu aceitar o convite nos termos formulados pela polícia, porque tem o interesse de colaborar com as investigações”, diz nota.

Na noite de quinta-feira, a TV Globo revelou que o depoimento de um outro filho de casal teria sugerido a participação de três irmãs e da própria deputada Flordelis no planejamento do crime. A arma utilizada na execução foi encontrada dentro da casa pela polícia, mas, até agora, os policiais não conseguiram achar o celular usado pela vítima.