Do Mais Goiás

Fiscalização flagra festas clandestinas com quase 200 pessoas em Goiânia

Segundo informações da prefeitura, a Central de Fiscalização lavrou 25 autos, entre infrações, notificações e fechamentos

Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás

A Central de Fiscalização da Covid-19, grupo criado para verificar o cumprimento dos decretos municipais que impuseram restrições ao comércio de Goiânia, fechou oito estabelecimentos, multou 13 e flagrou duas festas que ocorriam de maneira clandestina com aglomeração de pelo menos 189 pessoas neste fim de semana.

Segundo informações da prefeitura, a Central de Fiscalização lavrou 25 autos, entre infrações, notificações e fechamentos. As ações ocorreram em estabelecimentos, festas, eventos e outras situações de aglomeração que chegaram à Central por meio de denúncias feitas pelo aplicativo Prefeitura 24 horas. As situações mais graves foram detectadas em duas festas clandestinas realizadas nas noites de sexta e sábado.

Uma deles foi flagrada no Residencial Talismã, onde 29 pessoas e um veículo de som automotivo produziram poluição sonora e aglomeração na noite de sexta-feira. Já a outra, no sábado (13), acontecia no Jardim da Rosa, ao  lado do Setor Buena Vista I. Pelo menos 160 pessoas foram flagradas no local.

A Prefeitura de Goiânia informa que, atualmente, cerca de 150 auditores fiscais e guardas civis metropolitanos trabalham diuturnamente para coibir irregularidades. Somente no mês de março, foram feitas pelo menos 7994 abordagens, com 142 notificações, 128 autuações e 448 fechamentos.