Do Mais Goiás

Fiscalização do Corredor Universitário, em Goiânia, já tem data de início

De acordo com SMT, Fotossensores começam a funcionar na próxima segunda-feira (2). Próxima região a receber o monitoramento deve ser a T-63

A Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT) anunciou hoje em coletiva de imprensa que a fiscalização do Corredor Universitário por fotossensores vai começar na próxima segunda-feira (2). Ao todo, 57 faixas vão ser fiscalizadas por 21 torres de monitoramento.

“O corredor universitário é atípico em Goiânia, por isso nós temos uma fiscalização mais intensiva, porque já foi constatado que é uma região de muitas infrações e o monitoramento anterior não era tão rigoroso como agora”, explica o titular da SMT, Fernando Santana.

Além do monitoramento das faixas, os sensores vão fiscalizar conversões irregulares realizadas na região que liga a Praça Cívica à Praça da Bíblia, ao longo de 2,5 quilômetros. O secretário afirmou que apesar de já conhecido em Goiânia, o sistema de fiscalização ainda multa muitos motoristas. No entanto, a adaptação seria apenas uma questão de tempo.

“Acreditamos muito na consciência de nossos condutores, porque entendemos que o Poder Executivo está fazendo a parte dele e a sociedade precisa fazer a sua”, esclarece Fernando. O secretário afirmou que depois do Corredor Universitário, os fotossensores vão ser implantados na Avenida T-63.

A previsão é que em  quinze dias a avenida já esteja sendo monitorada pelos equipamentos. Outra região que deve receber a fiscalização em breve é a Avenida Santa Maria, no Condomínio Residencial Santa Rita. A primeira ordem de serviço emitida pela prefeitura já foi cumprida no local.

Infrações

Desde o início da fiscalização eletrônica, em agosto deste ano, a média de infrações registradas por dia na Avenida 85 e na Marginal Botafogo foi de 990. A ocorrência mais presente é a de excesso de velocidade, que ocorreu um total de 17.921 vezes nos dois locais. As informações são da SMT.

Na Marginal Botafogo, oito faixas são fiscalizadas por quatro torres que registraram um total de 12.585 ocorrências, todas por excesso de velocidade. Já na Avenida 85, 40 faixas são monitoradas por 22 equipamentos que mostram 14.143 ocorrências, das quais 5.336 por excesso de velocidade, 8.131 por avanço de sinal e 529 por trafegar na faixa exclusiva do ônibus.