Do Mais Goiás

Finados: Preço das flores sobe 11,76% em relação ao ano passado

Enquanto a inflação oficial medido pelo IPCA divulgado pelo IBGE nos últimos 12 meses ficou em 2,53%, o aumento médio das flores no mesmo período foi bem maior

Com a proximidade do Dia de Finados já na próxima quinta-feira (2), o Procon Goiás realizou nova pesquisa em floriculturas para apurar os preços de alguns dos produtos que se tornam mais visados neste período. Apurou-se que, em média, o preço das flores subiu 11,76%, com a variação entre o menor e o maior preço chegando a 160%.

Enquanto a inflação oficial medido pelo IPCA divulgado pelo IBGE nos últimos 12 meses ficou em 2,53%, o aumento médio das flores no mesmo período foi bem maior, superou os 11%. Já para as coroas, o aumento registrado foi de 10,20%.

Individualmente, o órgão constatou um aumento médio bastante expressivo, chegando a 35%. É o caso da Palma (unidade) onde o preço médio praticado no ano passado era de R$ 4,43. Atualmente, é de R$ 6,00.

Contudo, considerando os preços praticados entre os produtos pesquisados, a maior variação nas flores chegou a 160,00%. É o caso do vaso de Begônia tamanho grande, onde o menor preço encontrado foi de R$ 25,00 e o maior chegou a R$ 65,00.

A coleta de preços foi realizada em 14 floriculturas, principalmente nos estabelecimentos próximos aos principais cemitérios da capital. Foram verificados os preços praticados em 15 produtos: 12 tipos de flores e três tamanhos de coroas.

Compra antecipada

De acordo com informações repassadas por alguns proprietários de floriculturas ao Procon, no dia de Finados a tendência é ter uma elevação nos preços praticados atualmente. Desta forma, desde que os produtos sejam conservados adequadamente, a compra antecipada pode gerar uma boa economia, principalmente entre aqueles produtos que tem um valor maior em relação aos demais.

O órgão alerta que a medida vale, inclusive, para velas, pois os ambulantes, comuns nessa época do ano, acabam cobrando muito mais caro se comparado aos preços praticados em supermercados.

A tabela dos preços pesquisados pelo Procon pode ser acessado por este link.