Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás

Fim do conto de fadas: Rodolffo deixa BBB com 50,48% dos votos

Rodolffo acabou ganhando destaque nas últimas semanas com falas tidas como homofóbicas e racistas

Fim do conto de fadas: Rodolffo deixa BBB com 50,48% dos votos
Fim do conto de fadas: Rodolffo deixa BBB com 50,48% dos votos (Foto: Gshow)

O batom de cereja foi fechado na noite desta terça-feira (06). O sertanejo Rodolffo foi eliminado do Big Brother Brasil com 50,48 dos votos. O cantor levou a pior no paredão que contava com Gilberto e Caio.

O goiano de Uruaçu parou no paredão ao ser indicado pela casa em votação no confessionário, que aconteceu no último domingo (4). Gilberto foi indicado pela líder da semana, Viih Tube. Logo em seguida, teve a votação no confessionário e houve o empate entre Juliette e o sertanejo. A líder indicou o cantor à berlinda.

Pegando a todos de surpresa, uma nova votação foi iniciada e Caio e Juliette ganharam quatro votos cada um. Coube à Viih Tube, mais uma vez, desempatar e ela levou o goiano ao paredão. Porém, a paraibana foi contra golpeada pelo fazendeiro e participou da formação do Paredão. Rodolffo, Caio e Juliette disputaram a prova bate-volta e a advogada levou a melhor ao retirar a placa certa.

Trajetória

Rodolffo entra para história ao se tornar o participante que mais se manteve imune; foram cinco semanas cômodas dentro do jogo. Sua passagem contou com liderança e vitória em uma prova do Anjo. Apesar disso, o cantor se tornou alvo cedo da casa e participou de quatro berlindas.

Nas redes sociais, Rodolffo foi acusado de homofobia por diversas vezes devido a alguns comentários e atitudes dentro do reality. Uma das vezes foi quando os internautas prestaram atenção que o sertanejo não ficava no mesmo ambiente que Gilberto. Além disso, ele chegou a dizer que “não aguentava mais as gracinhas” do economista.

Um outro episódio envolveu Fiuk. O sertanejo fez um comentário após o filho de Fábio Jr. receber um vestido para utilizar em uma das festas da edição. “Como é que leva esse menino de vestido para as boates lá em Goiânia, ô Sarah?”, disse o goiano antes de romper com a ex-aliada.

Dias depois, o cantor pediu desculpas ao ator sobre o episódio. “Sou muito falho, sou muito errado perante a grande maioria das pessoas que estão aqui em relação a pensamentos, com relação à vida de modo geral. Eu sou muito chucro”, falou derramando lágrimas.

Logo em seguida, os ânimos ficaram à flor da pele na casa mais vigiada do Brasil durante a formação do paredão que eliminou Sarah. Juliette foi indicada pelo então líder Arthur. Sarah se tornou a mais votada da casa ao receber cinco votos. O ápice desse momento foi quando Rodolffo, que era aliado de Sarah, vou contra ela, ao justificar que se sentiu traído pelo fato dela saber que Gilberto iria indicá-lo no paredão anterior – que eliminou Carla Diaz.

A consultora de marketing não engoliu as palavras do ex-aliado e o atacou ao vivo. Com muito choro, ela chegou a desejar a saída dele da casa. Quem tomou as dores de Sarah foi o Gilberto, ao alegar que Rodolffo deveria ter votado nele, já que foi o economista quem o indicou. Exaltado, Gilberto ainda revelou que, agora, o sertanejo teria se tornado o principal alvo dele na casa.

O sertanejo também foi acusado de racismo após dizer que a peruca utilizada por ele e Caio no castigo do Monstro parecia com o cabelo de João Luiz. A fala não repercutiu muito bem nas redes sociais e o cantor foi acusado de racismo.

A situação ainda rendeu no Jogo da Discórdia na última segunda-feira (5). O professor de Geografia ficou emocionado ao lembrar do episódio. Rodolffo tentou consertar a situação ao dizer que o cabelo dele era igual o do pai. O sertanejo pediu desculpas a João nesta terça-feira (6).

“Elogiei você para a casa inteira, cara. Sua personalidade, seu talento, sua índole, seu jeito de ser. Eu não quero que fique nada mal resolvido entre a gente. Desculpa”, disse o sertanejo. Porém, a situação também repercutiu na polícia e a corporação civil do Rio de Janeiro decidiu abrir um inquérito para investigar o sertanejo pelas falas. O caso será conduzido pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi).

Rodolffo também protagonizou uma amizade verdadeira com Caio. Os goianos, que ficaram conhecidos como “bastiões”, se uniram na primeira semana. Um acabaram protegendo o outro. O cantor, inclusive, ajudou o parceiro no momento em que ele machucou o pé numa das provas do Líder.