DATAFOLHA

Filho de ex-governador, João Campos lidera disputa no Recife com 26%

Marília Arraes, com 17%, e Mendonça Filho, com 16%, embolam briga pelo segundo lugar; Delegada Patrícia tem 10%


Alexandre Bittencourt
Do Mais Goiás | Em: 08/10/2020 às 17:24:38

Deputado João Campos, prefeito eleito de Recife (Foto: Câmara dos Deputados)
Deputado João Campos, prefeito eleito de Recife (Foto: Câmara dos Deputados)

O deputado federal João Campos (PSB) lidera a primeira pesquisa Datafolha sobre a corrida pela Prefeitura do Recife. Apoiado pelo prefeito Geraldo Julio (PSB), o filho do ex-governador Eduardo Campos tem 26% das intenções de voto.

A disputa pelo segundo lugar ​traz um empate técnico entre a deputada federal Marília Arraes (PT), com 17%, e o ex-ministro da Educação Mendonça Filho (DEM), com 16%.

No limite do empate técnico com Mendonça, o que é considerado improvável, aparece a delegada Patrícia Domingos (Podemos), candidata pela primeira vez a um cargo eletivo, com 10%.

Declararam voto branco ou nulo 21% dos entrevistados, enquanto 5% não souberam responder.

Marco Aurélio (PRTB) tem 2%, seguido pelos candidatos Coronel Feitosa (PSC) e Carlos Andrade Lima (PSL), com 1% cada.

Na pesquisa espontânea, na qual os nomes dos candidatos não são mostrados ao entrevistado, João Campos aparece com 9%, Marília Arraes, 8%, Mendonça Filho, 5%, e Delegada Patrícia, 3%. Nesse cenário, 47% não souberam responder, e 18% citaram voto branco ou nulo.​

O Datafolha também mediu a rejeição aos candidatos no Recife. Nesta modalidade, o entrevistado indica em qual postulante ele não votaria de jeito nenhum.

Neste quesito, Mendonça Filho aparece numericamente à frente, com 32%, seguido de João Campos, com 30%. Marília Arraes é rejeitada por 15%.

Campos, que foi o deputado federal mais votado da história de Pernambuco na eleição de 2018, montou um amplo arco de alianças. Sua coligação conta com 12 partidos. Candidato da situação, o deputado tem adotado na campanha o tom de que é preciso avançar no que já foi feito.

Entre outros temas, foca na questão do emprego e da renda no pós-pandemia, e prometeu, em caso de vitória, uma linha de crédito popular.