Discussão

Festa de policiais e agentes prisionais termina em tiro em condomínio no Setor Negrão de Lima

Tiros teriam sido disparados por dois alunos soldados da Polícia Milita (PM). A polícia ja identificou um dos soldados


Altemar Santos

Do Mais Goiás | Em: 08/09/2018 às 22:34:18


(Foto: Leitor/Whatsapp)
(Foto: Leitor/Whatsapp)

Três pessoas foram baleadas durante uma confraternização que acontecia em um condomínio de Goiânia na noite deste sábado (8). Os autores dos disparos seriam dois alunos soldados da Polícia Militar, que também participavam do evento.

A confusão que quase acabou em tragédia aconteceu durante um churrasco realizado no salão de festas do Condomínio Portal das Flores, no Setor Negrão de Lima.

 

(Foto: Leitor/Via WhatsApp)

 

Leia também: PM prende autor de disparos em festa no Setor Negrão de Lima, em Goiânia

De acordo com a ocorrência registrada pela PM, dois alunos soldados que haviam sido convidados para a festa teriam saído após uma confusão com outras pessoas que também estavam no churrasco, e, no portão, efetuaram alguns disparos para o alto, e outros para dentro do espaço onde era realizada a confraternização.

Dois dos baleados foram socorridos e encaminhados para o Hugo, e outra pessoa, ferida de raspão, foi medicada no local, e liberada. Nenhum dos baleados, segundo a PM, corre risco de morte.

(Foto: Leitor/Via WhatsApp)

Após os disparos, os dois suspeitos teriam fugido em uma moto. Pelo menos um deles, que mora em Aparecida de Goiânia, já foi identificado, mas até o início da madrugada, ainda não havia sido localizado.

Há informações, ainda não confirmadas, que durante a confusão dentro do condomínio, pelo menos um dos militares teria levado um murro no rosto.

RESPOSTA DA PM

A Assessoria de Comunicação da Polícia Militar de Goiás divulgou na manhã deste domingo (09) uma nota informando que o autor dos disparos em uma festa realizada ontem, no Setor Negrão de Lima, não é da corporação, ao contrário do que foi anteriormente divulgado pela própria PM. A autoria, ainda de acordo com a Polícia Militar, seria do civil João Henrique Barbosa de Oliveira, de 27 anos.

Confira a nota na íntegra:⠀

A Assessoria de Comunicação da PMGO esclarece que, a respeito do fato ocorrido nessa madrugada onde, preliminarmente, cogitou-se a participação de Alunos Soldados da PMGO, o autor dos disparos foi o civil JOÃO HENRIQUE BARBOSA DE OLIVEIRA (Dn 31/12/1990), o qual foi localizado em Aparecida de Goiânia e preso, com auxílio dos Alunos Soldados que também estavam presentes no evento. ⠀

O autor foi preso pela Policia Militar e a arma usada no crime, uma pistola Cal. 762, apreendida.⠀

JOÃO HENRIQUE BARBOSA DE OLIVEIRA (Dn 31/12/1990) foi conduzido à Central de Flagrantes, juntamente com as vítimas e um Aluno Soldado da PMGO como testemunha, que auxiliou na identificação e localização do autor, onde foi lavrado o devido auto de prisão em flagrante.”