PRF

Feriadão da Proclamação da República termina com 46 feridos e três mortes em BRs, em Goiás

Operação da PRF registrou 56 acidentes em cinco dias no Estado




O último feriado prolongado terminou com o saldo de 46 feridos e três mortos nas rodovias federais que cortam Goiás. Segundo dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), de 11 a 15 de novembro (data da Proclamação da República), foram registrados 56 acidentes em BRs no Estado.

O dia mais violento foi o domingo (13), quando houve 18 acidentes com 12 feridos e uma morte. A sexta-feira (11), porém, registrou casos mais graves: 13 acidentes com 17 feridos e dois mortos.

Dois acidentes se destacaram como os mais graves. O primeiro deles aconteceu na tarde da sexta-feira no km 295 da BR-414, município de Vila Propício (entre Cocalzinho e Niquelândia). Um idoso de 61 anos e seu filho, de 35, morreram após a caminhonete em que estavam, uma Mitsubishi L-200, sair da pista e capotar pouco depois de uma curva. A perícia compareceu ao local e vai analisar as causas do acidente. Os corpos foram levados para o IML de Ceres.

O segundo acidente aconteceu no domingo pela manhã, no km 371 da BR-060, município de Rio Verde. Um homem de 37 anos, no dia do seu aniversário, viajava de Caldas Novas para Jataí em uma caminhonete S-10. Segundo testemunhas e vestígios deixados no local do acidente, após realizar uma manobra de ultrapassagem a um veículo, a S-10 colidiu na traseira de um GM Celta, que se deslocava de Santo Antônio da Barra para Rio Verde.

No Celta viajava uma família com quatro pessoas. Devido à colisão, três pessoas que estavam no Celta ficaram gravemente feridas e um jovem de 21 anos, morreu no local do acidente. Ao chegar no local, a PRF realizou o teste do etilômetro com o condutor da S-10, quando foi constatado que ele havia ingerido bebida alcoólica (0,30 mg/l). Ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Rio Verde e autuado por embriaguez ao volante e homicídio culposo, tendo permanecido preso.

Fiscalização

Durante os cinco dias foram fiscalizados 5142 veículos e lavradas 5966 autuações. As infrações que mais chamaram a atenção foram as ultrapassagens em locais proibidos (188), condutor ou passageiros sem o cinto de segurança (208), o excesso de velocidade (2254), a embriaguez ao volante e a grande quantidade de motoristas de veículos pesados desrespeitando a restrição para dirigir em horários específicos. A PRF destaca que esse foi o primeiro feriado após as alterações nos valores das multas.

Foram realizados 1986 testes de etilômetro, sendo que 24 pessoas foram autuadas por dirigirem embriagadas. O índice mais alto entre os embriagados foi de 1,75 mg/l, índice que também é o mais alto do ano e terceiro maior da série histórica de dez anos.

Na tarde do domingo, no km 294 da BR-050, em Catalão, um mecânico de 33 anos foi flagrado absolutamente embriagado após sofrer um pequeno acidente com a motocicleta que dirigia. A PRF foi acionada para atender esta ocorrência e, ao chegar no local, percebeu que o condutor apresentava visíveis sinais de embriaguez, como forte odor etílico, fala desconexa e olhos vermelhos.

Segundo o motociclista, ele teria passado toda a tarde “em um barzinho bebendo cachaça” e estaria se deslocando para uma fazenda na zona rural do município, no sentido Araguari-MG, quando se desequilibrou da motocicleta e caiu ao solo. Além do alto índice de embriaguez, o mecânico também estava com a CNH vencida há 7 meses. Ele foi autuado (R$ 2.943,00), socorrido e conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Catalão. Após pagar fiança de R$ 400,00 foi liberado. Ele vai responder a processo criminal.

Além das ações no trânsito, a operação da PRF durante o feriado resultou também na apreensão de duas armas de fogo, um veículo estava com marcação do motor adulterada e três outros veículos furtados/roubados foram recuperados. Além disso, duas pessoas foram presas com mandado de prisão em aberto.

Uma criança de cinco anos foi encontrada sem os pais, em Morrinhos, no domingo. Na BR-153, km 609, no período vespertino, policiais abordaram um motociclista com uma criança na garupa. O motociclista disse que estaria em viagem a pedido da mãe, entretanto, como não havia identificação com a criança e nem autorização formal dos pais, a criança fora encaminhada para o Conselho Tutelar de Morrinhos.

 

 

 

Tópicos