COMÉRCIO LIBERADO

Fecomércio comemora liminar: “comércio não aumenta contaminação”

Entidade presidida por Marcelo Baiocchi foi uma das autoras do pedido de autorização para abertura do comércio


Alexandre Bittencourt
Do Mais Goiás | Em: 02/07/2020 às 18:17:02

Marcelo Baiocchi, presidente da Fecomércio (Foto: Samuel Straioto)
Marcelo Baiocchi, presidente da Fecomércio (Foto: Samuel Straioto)

O presidente da Federação do Comércio de Goiás (Fecomércio), Marcelo Baiocchi, gravou vídeo em que comemora a decisão da Justiça que acabou com o revezamento entre fechamento e abertura do comércio em Goiânia. Baiocchi afirma que a iniciativa privada “não é motivadora da pandemia” e nem “aumenta a contaminação” do coronavírus. 

A Fecomércio é uma das duas entidades que subscrevem o pedido que provocou a decisão liminar em favor dos lojistas, concedida pela juíza Jussara Cristina de Oliveira Louza, da terceira Vara da Fazenda Pública Municipal. O Sindilojas é coautor do pedido. A partir de agora, passa a valer o decreto 1.187/2020, da prefeitura de Goiânia, que autorizou a reabertura do varejo na Capital. 

Na avaliação da juíza, o decreto que determina o revezamento entre a abertura das atividades em Goiânia impõe severo ônus aos trabalhadores, comerciantes e empresários, impedindo-os de desempenhar suas atividades e de tirar o seu sustento, “após grandes investimentos feitos para retomada do trabalho com a compra de equipamentos de proteção”. 

Veja o vídeo do presidente Marcelo Baiocchi: