Do Mais Goiás

Família suspeita de crime passional na morte de jovem em Caldas Novas

Eduardo Henrique Amorim já recebia ameaças há um mês

Jovem morto em Caldas já sofria ameaças há um mês
Jovem morto em Caldas já sofria ameaças há um mês

A família de Eduardo Henrique Amorim, morto a tiros no último sábado (9), em Caldas Novas, já sabia que ele estava sendo ameaçado. O jovem é natural de Morrinhos, mas morava no Parque Jardim Brasil, em Caldas.

Segundo informações do advogado da família, Murilo Falone, eles acreditam se tratar de um crime passional. Eles alegam que um médico que atendia em Morrinhos e Caldas teria um caso com uma mulher que se relacionava com a vítima. Ele seria o suposto mandante e também o responsável pelas ameaças, que já ocorriam há cerca de um mês.

Dois dias antes do crime, inclusive, tentaram invadir a casa do jovem de 25 anos, segundo o advogado. “Familiares e amigos serão ouvidos na delegacia de homicídios de Caldas Novas, pelo titular Alex Müller, ainda nesta tarde de segunda-feira (11). Um crime bárbaro com diversas qualificadoras agravantes, tendo em vista que o motivo foi fútil e a vítima foi baleada cruelmente pelas costas, sem nenhuma chance de defesa da vítima”, afirmou em nota.

Mais detalhes

Ao Mais Goiás, Murilo informou que o celular da vítima foi roubado e a polícia tenta, por meio das nuvens, fazer back up das conversas, que podem demonstrar as ameaças feitas por WhatsApp. Como o processo é conduzido por inquérito policial e ministério público, a defesa, neste caso, entra como assistente de acusação.

Murilo explica que, junto com outros advogados, trabalha para formar mais provas. “Para peticionar junto ao presidente do inquérito para instruí-lo melhor.” Questionado sobre a situação da família, ele afirma que está “desequilibrada e clamando por justiça”.

Inclusive, a prima de Eduardo gravou um vídeo. Nele, ela afirma que o primo era o melhor amigo e que ele se mudou para Caldas para melhorar de vida. “Foi uma execução. Quero justiça pelo meu primo”, diz emocionada.

Sobre as ameaças, o advogado não soube dizer se, à época, foi realizada uma denúncia.

Tudo filmado

Câmeras de segurança registraram o momento em que Eduardo foi morto a tiros quando chegava em casa na noite de sábado (9), no bairro Parque Jardim Brasil, em Caldas Novas. O atirador estava escondido em um matagal, em frente a residência da vítima.

As imagens mostram o atirador esperando a vítima. Quando o rapaz estaciona a moto e entra em casa, o assassino corre em direção a ele e dispara pelo menos quatro vezes, na garagem da casa. O jovem morreu no local.

Saiba mais:

Jovem é morto por homem que o esperava em casa em Caldas Novas; vídeo