Pedido de ajuda

Família que perdeu tudo após rompimento de represa em Pontalina pede ajuda

Criação de porcos e galinhas e plantação de verduras e legumes, responsável pelo mantimento da família, foi levado embora com o temporal


Bárbara Zaiden
Do Mais Goiás | Em: 05/01/2020 às 11:08:05
Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 05/01/2020 às 11:08:05

A prefeitura de Pontalina decretou estado de emergência devido a forte chuva que atingiu a cidade e contribuiu para o rompimento de represa e diversos danos (Foto: Bárbara Zaiden/Mais Goiás)
A prefeitura de Pontalina decretou estado de emergência devido a forte chuva que atingiu a cidade e contribuiu para o rompimento de represa e diversos danos (Foto: Bárbara Zaiden/Mais Goiás)

A forte chuva que caiu no último sábado (4) deixou um rastro de destruição pela cidade de Pontalina, que fica a 119 quilômetros de Goiânia. Árvores caíram e até a ponte que passa sob a GO-040 foi interditada para passar por uma avaliação na estrutura. Com o temporal, uma represa se rompeu e levou a casa do seu João Batista da Silva, de 57 anos.

Seu João é um homem simples que, junto com a esposa, dona Natividade da Silva, de 50 anos, vivia da criação de porcos e galinhas e plantação de verduras e legumes. Tudo foi levado pela força da água. Seu João retornou ao local, na manhã deste domingo (5), para acompanhar o trabalho da Polícia Técnico-Científica. Dona Natividade não conseguiu volta para ver o que restou. Segundo o esposo, ela está muito abalada emocionalmente. O Mais Goiás acompanhou a visita dele aos destroços e conheceu um pouco dessa história.

Seu João ainda conta toda agonia que o casal viveu durante a forte correnteza que se formou. Ele, que sabe nadar, socorreu a esposa, que se prendeu em uma árvore. Ainda dava para ver nos braços só trabalhador rural os arranhões provocados pela luta que travou para salvar a vida da esposa e a própria. Ao deixar a mulher segura em um espaço com menos correnteza, ele pediu ajuda a moradores próximos e assim Dona Natividade foi retirada do local com vida evolução machucados.

Ajuda

Para dar um novo recomeço à família de Seu João, o agente da Polícia Civil da cidade, Magno Mesquita, iniciou uma campanha para arrecadar mantimentos, objetos e roupas. Ele explica que, caso o doador seja de Pontalina, a própria corporação recolhe a doação. Pessoas de outras cidades podem deixar as doações na delegacia da cidade.

A conta bancária do filho de Seu João foi disponibilizada para arrecadar dinheiro. Veja como abaixo:

Conta:Banco Itaú
Agência: 5421
Conta:07086-2
Diogelis Batista da Silva