Reivindicação

Faculdade de Medicina em Mineiros é alvo de protestos de estudantes por falta de professores

Segundo acadêmicos, instituição realizou - sem justificativa - demissão massiva de professores; reclamações também contemplam a estrutura física do prédio


Juliana França
Do Mais Goiás | Em: 10/08/2018 às 12:02:59

Manifestação começou nesta sexta-feira (10) e segunda-feira (13). (Foto: Leitor/Mais Goiás)
Manifestação começou nesta sexta-feira (10) e segunda-feira (13). (Foto: Leitor/Mais Goiás)

Acadêmicos de Medicina da Faculdade Morgana Potrich (Famp) pedem mais professores durante protesto, em Mineiros. A manifestação começou às 7 horas desta sexta-feira (10) em frente à instituição. Segundo relataram os graduandos, houve demissão em massa de docentes sem que a faculdade apresentasse justificativas.

“Nós, estudantes, ficamos muito preocupados com esses desligamentos.  Além disso, estamos pedindo por melhorias na faculdade, tanto em questão de estrutura física como em termos de organização de ementas e horários”, explicou a estudante do 7º período de medicina, Rayhume Karylle Alves, de 22 anos, que também representa sua turma. Ainda de acordo com os discentes, a faculdade preza mais pela estrutura física externa do que interna.

A coordenação da faculdade também é alvo de reclamações. Conforme expõe Rayhume, a gestão não soluciona questões exigidas pelo Centro Acadêmico do curso. “Há três anos lutamos por essas melhoria e hoje só sairemos daqui quando a dona da faculdade ouvir nossas demandas”.

O Mais Goiás entrou em contato com a Famp, mas os coordenadores não estavam no local para atender as ligações.

*Juliana França é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Thaís Lobo