Do Mais Goiás

Fachin concede semiaberto a Geddel, condenado no caso do ‘bunker’ de R$ 51 mi

Ex-ministro de Temer recebeu sentença de prisão em 2019 por lavagem de dinheiro

Fachin concede semiaberto a Geddel, condenado no caso do 'bunker' de R$ 51 mi (Foto: Agência Brasil)
Fachin concede semiaberto a Geddel, condenado no caso do 'bunker' de R$ 51 mi (Foto: Agência Brasil)

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), concedeu nesta sexta-feira (10) progressão ao regime semiaberto ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, que chefiou a Secretaria de Governo durante a gestão do ex-presidente Michel Temer (MDB).

Ele e o irmão, o ex-deputado federal Lúcio Vieira Lima foram condenados em 2019 por lavagem de dinheiro e organização criminosa, em processo relacionado à apreensão de cerca de R$ 51 milhões em dinheiro em um apartamento de Salvador.

“Preenchidos os requisitos subjetivo e objetivo, conforme já reconhecido no despacho (…), e comprovado o recolhimento do valor definido a título de multa penal, defiro a Geddel Quadros Vieira Lima a progressão ao regime semiaberto”, escreveu Fachin na decisão.

No mês passado, em sessão virtual, a Segunda Turma do STF já havia atendido parcialmente a um pedido da defesa de Geddel e de Lúcio e anulado as condenações de ambos por organização criminosa. Foi mantida, porém, a condenação por lavagem de dinheiro.