Do Mais Goiás

Facção criminosa usa sedução de mulher como “isca” para executar rival, em Aparecida

Cúmplice sedutora criou perfil falso e enviou vídeos íntimos para criar relacionamento com a vítima, dias antes do assassinato

Facção criminosa usou tática de sedução para executar inimigo, em Aparecida (Imagem: Google Street View)
Facção criminosa usou tática de sedução para executar inimigo, em Aparecida (Imagem: Google Street View)

Integrantes de uma facção criminosa usaram a sedução de uma mulher para executar um inimigo em Aparecida de Goiânia. A Polícia Civil (PC) efetuou três prisões relacionadas ao crime na última terça-feira (14) e apreendeu uma pistola automática calibre nove milímetros.

O crime ocorreu no Setor Rosa dos Ventos, onde a Carlos Henrique Francisco Martins foi alvejado com vários disparos na cabeça e teve o corpo abandonado em local ermo.

Arma apreendida pela Polícia Civil (Foto: Divulgação - PC)

Arma apreendida pela Polícia Civil (Foto: Divulgação – PC)

Mulher cria perfil falso para iniciar sedução

De acordo com informações da PC, a mulher, cúmplice do assassinato, havia criado um perfil falso nas redes socas para iniciar um relacionamento com Carlos.

Após alguns dias de contato virtual, inclusive com envio de vídeos íntimos, a mulher visitou a vítima e passou o dia todo com ele.

Depois de conquistar a confiança de Carlos, ela buscou o homem em casa sob o falso pretexto dos dois irem a uma festa.

Neste momento, a sedutora levou a vítima até o local de sua execução, onde dois homens aguardavam para assassiná-lo.