FolhaPress

Fábio Porchat diz que era quase surdo quando criança

"Eu já operei. Quando era pequenininho era surdinho", explica

Fábio Porchat diz que era quase surdo quando criança
(Foto: Reprodução Instagram)

O apresentador e humorista Fábio Porchat, 37, revelou na noite desta quarta-feira (30) que quando criança tinha pouca audição nos ouvidos e era quase surdo. “Tinha quarenta por cento de audição em um ouvido e vinte no outro, só”, conta.

“Eu já operei. Quando era pequenininho era surdinho”, explica, “minha mãe descobriu isso porque eu via TV muito perto e muito alto, e sempre falava: ‘Que?’, ‘que?’. Ela pensou que eu não estava ouvindo direito. Eu operei, fiquei com dreno na orelha, e não podia nem ir à piscina”, continuou Fábio Porchat.

Porchat fez uma série de Stories em seu Instagram revelando 10 curiosidades sobre ele. Além da operação no ouvido, ele também contou que não mergulha de cabeça em piscinas, “porque entra água no meu ouvido. Odeio quando entra água no ouvido, tenho esse trauminha”, diz.

Fábio Porchat também diz que usa aparelho móvel nos dentes, e que o objeto tem o símbolo do Vasco, seu time de coração. Além disso, ele revela que fez outra cirurgia, quando tinha três anos para retirar a adenoide, que é um conjunto de tecido do sistema imune na região da garganta.

O humorista diz que também já retirou os quatro dentes do siso, um de cada vez. Ele conta que dorme sempre com o pé para fora da coberta e sem meias, ele diz que conhece todos os estados do Brasil: “Já fiz show em todas as capitais do Brasil menos no Amapá”.

Fábio Porchat revela que sua mãe queria que ele se chamasse Pedro, e não Fábio. Porém, quando seu pai, que se chama Fábio, foi o registrar no cartório, escolheu o nome. “Meu pai se chama Fábio e me registrou como Fábio. Legal, né? Bacana. Os tempos mudaram, ainda bem”, brincou.

Por fim, o humorista diz que já comeu ovo podre de pata no Nepal, “Era gostoso. A gema fica escura… parece nojento. E era!”, diz de forma bem humorada. E que já namorou uma menina que via espíritos. Recentemente, ele contou em seu programa, Que História é Essa, Porchat? (Globo), que a atriz Deborah Secco era sua “crush” durante a adolescência.

‘Quantas mortes fazem um impeachment?’, questiona Porchat ao criticar Bolsonaro