Violência

Explosão de banco em Silvânia termina com quatro mortos; três bandidos e um morador

Uma das vítimas é um morador da cidade, que tentou fugir dos criminosos. Outros quatro bandidos estão sendo procurados em uma mata


Altemar Santos
Do Mais Goiás | Em: 06/01/2018 às 23:00:20

Assaltantes foram mortos em diferentes confrontos com a Polícia Militar (Foto: Leitor/Via WhatsApp)
Assaltantes foram mortos em diferentes confrontos com a Polícia Militar (Foto: Leitor/Via WhatsApp)

Um morador e três suspeitos de roubo mortos. Este foi o saldo da explosão de caixas eletrônicos ocorrida na madrugada deste sábado (6) na agência da Caixa Econômica Federal de Silvânia, cidade distante 84 quilômetros de Goiânia. Segundo a Polícia Militar, pelo menos mais três bandidos continuam escondidos em uma mata perto da cidade.

Usando armamento pesado e muitos explosivos, seis bandidos chegaram à Silvânia em um Toyota Corolla por volta das duas horas da madrugada. Na praça principal da cidade, os assaltantes renderam alguns moradores, e fizeram um cordão humano com eles em frente à agência.

Morador da cidade, Marcos Antônio Batista, de 21 anos, que dirigia um Corsa, foi abordado pelos bandidos quando passava pela Avenida Mário Ferreira, tentou fugir, mas teve o carro atingido por vários disparos, perdeu o controle da direção, bateu em uma árvore e morreu. No momento em que saíam da agência, que ficou completamente destruída com a explosão, os bandidos trocaram tiros com policiais militares.

Após intensa perseguição, os criminosos perderam o controle do carro já na saída da cidade, e abandonaram o veículo, fugindo rumo a uma mata. Um dos suspeitos, porém, acabou baleado e morto. Dentro do carro abandonado, os policiais encontraram um pé de cabra, e explosivos já prontos para serem colocados em caixas eletrônicos.

Durante todo o sábado, militares de unidades especializadas, como Comando de Operações de Divisas (COD), Grupo de Radiopatrulhaaérea (Graer), Batalhão de Operações Especiais (Bope), e Rotam, fizeram buscas na mata onde os bandidos se esconderam. Já no final da tarde, após receberem informações de moradores da região, militares do Graer localizaram, escondidos em uma casa no Residencial Paraíso II, em Senador Canedo, dois suspeitos de terem participado da ação.

Segundo a PM, quando as equipes chegaram ao imóvel, os suspeitos tentaram fugir atirando, ocasião em que foram baleados e mortos. Até o fechamento dessa matéria, a polícia não havia informado quais as armas que teriam sido apreendidas com eles. Nenhum dos três suspeitos mortos ainda foi identificado.

Pelo armamento e forma como agiram em Silvânia, a PM suspeita que a quadrilha seja a mesma que explodiu, na madrugada do último dia 22 de dezembro, caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil do Setor Cidade Livre, em Aparecida de Goiânia. Naquela ocasião, um dos reféns teve que amputar uma das pernas após ser baleado pelos criminosos.

Subcomandante do COD, o major André Luiz Carvalho disse que os policiais continuam fazendo buscas pela região onde os criminosos abandonaram o carro. “São audaciosos, covardes e perigosos, tanto que atiraram nos reféns em Aparecida de Goiânia, e também aqui em Jussara, e agora nós só vamos sair daqui quando encontrarmos todos eles”, afirmou.