Exames constatam que João de Deus tem infecção urinária

Preso há duas semanas, médium é acusado de abuso sexual


Agência Brasil
Agência Brasil
Do Agência Brasil | Em: 02/01/2019 às 20:29:16

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) ofereceu, na manhã desta segunda-feira (2), mais uma denúncia com quatro novas vítimas do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, por estupro de vulnerável. (Foto: SSP-GO)
O Ministério Público de Goiás (MP-GO) ofereceu, na manhã desta segunda-feira (2), mais uma denúncia com quatro novas vítimas do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, por estupro de vulnerável. (Foto: SSP-GO)

O médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, está com infecção urinária. A informação é da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária do Estado de Goiás (DGAP), responsável pelo Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, na região metropolitana de Goiânia, onde João de Deus está preso, após denúncias de abuso sexual contra mulheres.

Segundo a DGAP, o médium, que está preso desde 16 de dezembro, foi encaminhado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) para saber a causa da infecção.

Durante exames clínicos feitos na manhã desta quarta-feira (2) com os presos do núcleo de custódia, foi constatado sangue na urina. De acordo com nota divulgada pela DGAP, João de Deus deverá retornar à prisão após os exames hospitalares.

João de Deus tem 76 anos, submeteu-se em 2015 a uma cirurgia e tratamento por causa de um câncer no estômago e, segundo a assessoria da Casa Dom Inácio de Loyola, onde o médium prestava atendimento espiritual, é cardiopata.

No dia 28 de dezembro, o Ministério Público de Goiás apresentou denúncia na Justiça estadual contra o médium por violação sexual e estupro de vulnerável.

A denúncia teve como base quatro crimes: dois delitos de violação sexual mediante fraude e dois crimes de estupro de vulnerável, todos casos ocorridos em 2018, segundo o Ministério Público, que apura outras denúncias recebidas (mais de 250 casos até então).