Peculato

Ex-tesoureiro de Professor Jamil é preso por desvio de dinheiro público

Segundo as investigações, o crime teria ocorrido de forma continuada, por 22 vezes, entre 2015 e 2016


Jessica Santos
Do Mais Goiás | Em: 28/02/2019 às 13:15:43

O município de Professor Jamil fica a 71 km de Goiânia (Foto: Reprodução/Internet)
O município de Professor Jamil fica a 71 km de Goiânia (Foto: Reprodução/Internet)

O advogado e ex-servidor da prefeitura de Professor Jamil, Humberto Pablo de Souza, foi preso preventivamente na manhã desta quarta-feira (27) acusado de desvio de dinheiro público por abuso de confiança. O município fica a 71 km de Goiânia.

O ex-tesoureiro teria realizado o crime de peculato 22 vezes entre os anos de 2015 e 2016. As investigações são da Promotoria de Justiça de Cromínia, do Ministério Público (MP-GO) e da Polícia Civil (PC). A prisão de Humberto foi decretada pela juíza Juliana Barreto Martins da Cunha. Ela entendeu o perigo de utilização de cargo público para a prática da infração, já que o ex-servidor aproveitava da facilidade proporcionada pelo cargo de tesoureiro que ocupava para fazer transferências bancárias para a própria conta pessoal.

Além da prisão, a Justiça determinou o sequestro de valores que estão depositados na conta bancária do ex-tesoureiro. Ao todo, o valor desviado por ele chegaria R$ 293.168,81.

O Mais Goiás tentou contato com a defesa de Humberto, mas até o fechamento da matéria não obteve retorno. A reportagem procurou a Prefeitura de Professor Jamil e também não conseguiu o posicionamento do município.