Lula

Ex-presidente Lula pretende morar no Nordeste após soltura

Lula tem residência em São Bernardo do Campo, região do ABC paulista, mas contou que sempre teve vontade de morar novamente na região onde nasceu


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 08/11/2019 às 16:44:46

Ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Agência O Globo)
Ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Agência O Globo)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cogita a possibilidade de voltar a morar no Nordeste após sair da prisão. Lula tem residência em São Bernardo do Campo, região do ABC paulista. Contudo, em entrevista, ele contou que sempre teve vontade de morar novamente na região onde nasceu. Na tarde desta sexta-feira (8), o juiz federal federal Danilo Pereira Jr, da 12ª Vara Federal de Curitiba, decidiu pela soltura do petista. Lula deve deixar a sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba a qualquer momento.

“Fico sonhando em sair daqui, decidir onde vou morar. Quando deixei a Presidência, tinha vontade de morar no Nordeste, vontade de voltar para meu Pernambuco, vontade de morar não perto da praia, mas num lugar em que pudesse ir à praia. Pensava em ir para Bahia, Rio Grande do Norte, mas a Marisa não quis ir porque ela nasceu em São Bernardo, e o mundo dela era São Bernardo. Eu não tenho mais o que fazer em São Bernardo. Não sei para onde ir, mas quero me mudar para outro lugar’’, relata o ex-presidente.

O Nordeste é uma região onde o ex-presidente e o partido que ele representa mantêm grande popularidade, mesmo depois da prisão. O candidato indicado por ele para concorrer à Presidência da República, Fernando Haddad, venceu Jair Bolsonaro entre os eleitores da região.

Entenda o caso de Lula

Depois da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito da prisão após segunda instância, na última quinta-feira (7), os advogados pediram a soltura imediata do petista, que já foi aceita pelo juiz Danilo.

Lula fez algumas solicitações aos correligionários. Quando deixar a prisão, quer um ato no acampamento montado pela militância na frente da Polícia Federal (PF). Depois visitará os ex-tesoureiros do Partido dos Trabalhadores (PT), João Vaccari Neto e Delúbio Soares. Somente depois de tudo isso irá para São Bernardo do Campo (SP), onde deve ser recebido com festa.

O ex-presidente depende de um aval simples do juiz responsável pela execução penal, ou seja, a juíza Carolina Lebbos. No entanto, a juíza está de férias e a decisão caberá ao juiz Danilo Pereira.

No prédio da Polícia Federal, em Curitiba, onde o ex-presidente está preso desde o ano passado, tem acontecido intervalos de silêncio, manifestações e cantorias, com cerca de 100 pessoas que aguardam a soltura de Lula em vigília. De acordo com os coordenadores, a expectativa é de que pelo menos 500 militantes se reúnam no local no período da tarde, somados por caravanas do interior do estado. Já no final da manhã, caminhões com estruturas de palco estacionavam em frente ao local.

Alguns famosos também se pronunciaram a favor da soltura do petista nas redes sociais. Nomes como Débora Nascimento, José de Abreu, Maria Ribeiro, Gregório Duvivier e outros estão entre os atores que divulgaram imagens do ex-presidente com a hashtag #lulalivre. Além disso, alguns perfis das redes sociais relembraram o caso do Dj Renan da Penha, também preso, com a hashtag #DJNãoÉBandido. Ele foi liberado pela Justiça em primeira instância, mas acabou preso após recurso solicitado pelo Ministério Público (MP). Não somente nomes conhecidos podem ser afetados pela medida. Outros presos podem ser impactados pela decisão.

*Com informações dos sites UOL, Brasil de Fato e Folha Press