Crime ambiental

Ex-prefeito de Campinorte diz que onça-parda morreu durante briga com cães

Francisco Corrêa Sobrinho foi autuado por crime ambiental, e alegou em depoimento à Polícai Civil, que seu erro foi ter levado a carcaça do animal para casa


Leicilane Tomazini
Do Mais Goiás | Em: 31/12/2019 às 11:38:29

Ex-prefeito de Campinorte (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
Ex-prefeito de Campinorte (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O ex-prefeito de Campinorte, Francisco Corrêa Sobrinho, alegou em depoimento à Polícia Civil (PC), que a onça-parda que aparece morta ao seu lado, em uma foto que viralizou na internet no último dia 30, teria morrido após brigar com os cães de sua fazenda.

Chicão, como é conhecido popularmente, foi ouvido e liberado logo em seguida. Ele responderá por crime ambiental pela morte do animal silvestre sem autorização, conforme explicou o delegado Rafhael Neris Barboza.

“O meu erro maior foi de pegar essa onça, levar para minha casa, dependurar e tirar uma foto. Mandei a alguns amigos meus e vazou”, justificou o ex-prefeito em um vídeo. Ainda de acordo com o depoimento de Francisco, ele teria ido ajudar o caseiro a tirar leite, quando encontrou o animal: “Meus cachorros começaram a fazer um barulho danado de briga e eu fui lá ver. Me deparei com a onça já morta e meus cachorros feridos”.

Francisco disse ainda no depoimento, que a carcaça do animal foi jogada no Rio dos Bois, que corta sua propriedade rural. A equipe da polícia, no entanto, foi até o local e não encontrou nada.

A onça-parda ou puma, também conhecida no Brasil por suçuarana, é um mamífero carnívoro  nativo da América, e que está ameaçado de extinção.