Tráfico de armas

Ex-mulher de Mohammed D’Ali é presa por tráfico de armas

Assim que ela desceu do ônibus, os policiais federais fizeram uma revista e encontraram a arma em sua cintura.





//

Foragida da justiça, a ex-mulher de Mohammed D’Ali Carvalho dos Santos, Hellen de Matos Victoy, de 26 anos, foi presa no início da noite desta quarta-feira (11/02) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A prisão aconteceu após ela ser flagrada com uma pistola de 9mm – de uso restrito – e dois carregadores dentro de um ôibus, trajeto Foz do Iguaçu/Brasília, durante uma fiscalização de rotina no posto da PRF na BR-153, em Hidrolândia, na região metropolitana de Goiânia.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, os agentes realizaram uma averiguação de documentos e descobriram que ela estava sendo procurada por ter participado de assaltos em joalherias há mais ou menos dois anos. Assim que ela desceu do ônibus, os policiais federais fizeram uma revista e encontraram a arma em sua cintura.

De acordo com a PRF, outro passageiro também era foragido e também foi preso. Leandro Gomes de Araújo, de 25 anos, tem passagem por roubo. A PRF informou que os dois não tem ligação.

A mulher foi encaminhada para o 1° Distrito Policial de Aparecida de Goiânia e o homem foi conduzido para a Delegacia de Capturas.

CASO COM MOHAMMED

Hellen de Matos Victoy ficou conhecida após iniciar um namoro com Mohammed d’Ali Carvalho dos Santos, condenado em 2009 acumprir pena de 21 anos de prisão pelo assassinato, esquartejamento e ocultação do cadáver da inglesa Cara Marie Burke, de 17 anos.

O caso teve grande repercussão e sob os holofotes da imprensa, Hellen dizia não ter medo do então namorado. Ela acabou casando-se com ele, dentro do complexo prisional de Aparecida de Goiânia. No início de 2010 Mohammed separou-se de Hellen.