Caso sério

Ex-BBB Felipe Prior vira réu em processo de estupro

A denúncia do Ministério Público de São Paulo veio dois dias após a 1ª Delegacia de Defesa da Mulher concluir o inquérito sem indiciá-lo


Rayana Caetano
Do Mais Goiás | Em: 01/10/2020 às 19:22:17

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

O ex-BBB 20 Felipe Prior, nesta quinta-feira (1º), virou réu pelo crime de estupro. A denúncia do Ministério Público de São Paulo veio dois dias após a 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) concluir o inquérito sem indiciá-lo.

O Tribunal de Justiça do estado recebeu a denúncia em agosto que, devido à pandemia do novo coronavírus, só chegou ao juiz na última quarta-feira (30). Conforme o juiz, que acolheu a denúncia de estupro, Prior tem o prazo de dez dias para apresentas resposta às acusações.

O caso em questão teria acontecido em São Paulo em abril de 2014.

Por meio de nota, a assessoria do arquiteto se posicionou: “Depois de uma criteriosa investigação, a autoridade policial concluiu pela inocência de Felipe Prior. As provas coletadas ao longo do inquérito demonstraram que ele não cometeu qualquer crime. A defesa confia que o poder judiciário também concluirá pela inocência de Prior e afastará as acusações infundadas”.

Relembre os supostos casos de estupro envolvendo Felipe Prior

Os casos foram divulgados pela revista Marie Claire em abril deste ano, expondo as duas acusações de estupro e uma de tentativa de estupro por parte de Felipe.

Os três crimes teriam acontecido durante os jogos universitários das faculdades de arquitetura e urbanismo de São Paulo (InterFAU) entre 2014 e 2018. Em nota, a organização do evento afirmou que Prior foi banido após as acusações.

No mesmo dia, Prior usou as redes sociais para falar sobre as acusações. “Desconheço todos os fatos apresentado. Nunca cometi violência sexual contra ninguém”, pontuou, afirmando estar “muito chateado” e que as mulheres teriam apresentado a denúncia depois do ex-brother entrar na Casa. “O carinho do público está me tornando mais forte. Minha consciência está muito tranquila”, finalizou.

View this post on Instagram

Felipe Prior, por sua assessoria, informa que não tomou conhecimento do teor de acusações de crimes que jamais cometeu, e que jamais cometeria. Por enquanto, Felipe Prior repudia, veementemente, as levianas informações espalhadas sobre supostos fatos que teriam ocorrido há anos, mas somente agora, depois de ter adquirido visibilidade pública, são manobrados. Felipe Prior estará à disposição das autoridades para qualquer tipo de questionamento, e adotará todas as medidas necessárias contra os que investem contra a sua civilidade. DRA. CAROLINA TIEPPO PUGLIESE RIBEIRO – OAB/SP 383.251
DR. RAFAEL TIEPPO PUGLIESE RIBEIRO – OAB/SP 405.091
DRA. CELLY F. DE MESQUITA PRIOR – OAB/SP 416.300

A post shared by Felipe Prior (@felipeprior) on

Os outros dois casos correram em outros municípios e foram enviados a promotores locais.