Estuprador receberá eutanásia

O estuprador, condenado há 30 anos, pediu autorização para morrer por motivos psicológicos


//

Um estuprador condenado há 30 anos, que pediu autorização para morrer por motivos psicológicos, será eutanasiado na Bélgica no próximo 11 de janeiro. As informações são do jornal De Morgen.

De acordo com a publicação, o Frank Van Den Bleeken, que passou os últimos trinta anos na prisão após múltiplas condenações por estupro e assassinato, receberá a eutanásia numa prisão de Bruges, noroeste do país. “A eutanásia será aplicada”, declarou uma porta-voz do ministério da Justiça ao jornal, que divulgou a data de 11 de janeiro. “Chegou a hora”.

Van Den Bleeken pede há anos que o Estado o ajude a morrer, alegando “insuportável” sofrimento psicológico – segundo os termos usados por seu advogado, Jos Vander Velpen. Seu pedido foi aceito em setembro do ano passado.

A Bélgica legalizou a eutanásia em alguns casos em 2002, tornando-se o segundo país implementar a prática após a Holanda. Em 2013, os belgas registraram um recorde de 1.807 casos de morte voluntária.

Para que a autorização seja dada, é preciso que o paciente esteja em suas plenas faculdades mentais, consciente, e tenha formulado um pedido “de forma voluntária, refletida e ensaiada”.

Van Den Bleeken, que se considera uma ameaça à sociedade, recusou sua liberdade antecipada, mas considerava suas condições de cárcere desumanas, segundo entrevista concedida a um veículo belga. (Com a AFP)