Artur Dias
Do Mais Goiás

Estuprador em série é condenado por violentar adolescente de 14 anos em Aparecida

Pena foi fixada em 22 anos pelos crimes de estupro e roubo, cometidos em Aparecida em 2010

Estuprador em série é condenado por estupro de adolescente de 14 anos
Welinton Ribeiro da Silva foi preso em 2019. Só em Aparecida de Goiânia existem 18 ações contra ele por estupro. (Foto: Divulgação/PC)

Welinton Ribeiro da Silva, considerado o maior estuprador em série do Brasil, novamente condenado a 22 anos de reclusão por violentar e roubar uma adolescente de 14 anos em Aparecida de Goiânia. Essa é a terceira condenação do réu, que responde a outras 17 ações só em Aparecida de Goiânia, já foi condenado outras duas vezes e a soma de sua pena chega a mais de 39 anos.

De acordo com o Ministério Público de Goiás (MP-GO), o crime foi cometido em 2010 no Setor Parque Montreal. A vítima conversava com um amigo na porta de casa quando Welinton, depois de passar várias vezes pelo local, abordou os dois. Ele roubou o celular do rapaz e ordenou que ambos fossem de mãos dadas até um matagal, onde consumou o estupro. Depois do crime, a vítima entrou em depressão e parou de se alimentar, morrendo quatro meses depois.

O caso quase foi arquivado por falta de provas, mas um exame de DNA identificou o autor do crime anos depois. O resultado do exame mostrou ainda que Welinton era suspeitos de muitos outros crimes de estupro.

A juíza responsável pela sentença, Débora Letícia Dias, Veríssimo, somou as condenações dos dois crimes; 13 anos e seis meses por estupro qualificado e oito anos e seis meses pelo crime de roubo. Foi fixada ainda a pena de 250 dias multa. De acordo com o MP-GO, o valor foi definido a título de indenização para as vítimas.

Estuprador em série

Welinton encontrado e detido em 2019, depois que a PC rastreou o celular de uma das vítimas, que havia sido vendido para uma loja. Ao ser abordador, o então suspeito apresentou documentos falsos e estava com uma moto furtada. Os policiais descobriram também que haviam dois mandados de prisão contra ele em aberto, ambos em Rondonópolis/MT por estupro.

De acordo com o MP-GO, Welinton é considerado um dos maiores estupradores em série do Brasil. Só na 15ª Promotoria de Justiça de Aparecida de Goiânia são 18 processos contra ele. Além desta condenação, ele já foi sentenciado a nove anos e quatro meses e a oito anos por outros dois estupros. Em outras 11 ações o autor aguarda a sentença.

O modus operandi de Welinton também parece ser o mesmo. Nos outros processos em que foi condenado, o crime foi cometido da mesma forma. Em umas das ocasiões ele usou  uma arma de fogo contra uma mulher que voltava da escola para casa.

De acordo com a promotora responsável pelo caso, Valéria Cristina de Paula Magalhães, a coleta da amostra de DNA foi fundamental para que o caso fosse elucidado. “A prova pericial genética foi de suma importância para a elucidação dos casos, uma vez que ela traz confiabilidade e grau de certeza máximo à prova de autoria”, disse a promotora.