Protesto

Estudantes desocupam campi da UEG em Goiás e Anápolis

Unidades da Universidade em Goiás e Formosa continuam ocupadas




Estudantes desocuparam duas unidades da Universidade Estadual de Goiás (UEG) nesta quinta-feira (17). A Justiça havia ordenado a reintegração de posse dos campi da cidade de Goiás e de Anápolis, porém os manifestantes deixaram os locais antes do prazo estabelecido.

Os estudantes ocuparam as unidades como forma de protesto contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 55 (antiga 241), que congela investimentos sociais por 20 anos. Outras duas unidades da UEG continuam ocupadas: o campus Formosa, no norte de Goiás, e o prédio da Escola Superior de Educação Física e Fisioterapia do Estado de Goiás (Eseffego), em Goiânia.

No total, 14 unidades federais, incluindo prédios da Universidade Federal de Goiás (UFG) e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG),estão ocupadas em 11 municípios do Estado. Há decisões de reintegração de posse nos campi de Inhumas e de Senador Canedo da UEG, e em dois prédios do Campus Samambaia da UFG, que seguem ocupados.

Tópicos