Do Mais Goiás

Estudante é furtada e perde notebook com lembranças do namorado morto, em Jataí

Além de ter sido presente da família do falecido, notebook contém todas lembranças do casal

O jovem estudante Jhonathan Cancissu, de Jataí, no Sudoeste goiano, tinha 24 anos quando veio a óbito no dia 12 de dezembro do ano passado, vítima de uma Leucemia Mieloide Aguda, descoberta em 2018. Desde a morte dele, sua namorada, Mariana Assis, também de 24, tinha como lembrança mais forte o notebook do rapaz, com fotos e vídeos dele e que acabou ficando com ela. No entanto, o aparelho foi furtado na véspera de Natal e, agora, a jovem luta para recuperá-lo.

Ao Mais Goiás, a estudante jataiense relata que conheceu Jhonathan na faculdade no final de dezembro. Os dois começaram a namorar logo depois que o rapaz descobriu o câncer e, durante todo o tratamento, permaneceram juntos.

Mariana conta que Jhonathan chegou a fazer um transplante no ano passado, mas o câncer acabou voltando. Na última internação, em São Paulo, o rapaz acabou não resistindo e faleceu.

Segundo Mariana, ela estudava no notebook do namorado, um aparelho modelo Asus branco, e o eletrônico acabou ficando com ela. “A família dele se reuniu e decidiu me presentear com o notebook, porque eu precisava continuar estudante e também todas fotos dele, de nós, textos, vídeos, estavam armazenados nesse computador”, revela.

Foto: Arquivo pessoal

No entanto, no dia 24 de dezembro, véspera de Natal, a jovem de Jataí teve sua casa invadida e os bandidos levaram, além de uma quantia em dinheiro, também o notebook. Desde então, Mariana pede ajuda para recuperar o aparelho, uma vez que é uma das lembranças mais fortes que ela tem do namorado.

“Tem um valor sentimental enorme, além de todas as fotos e vídeos dele que eu tinha e nem tive tempo de salvar na nuvem”, desabafou a jovem numa publicação no Facebook em que pede pistas para recuperar o aparelho.

Para Mariana, as lembranças armazenadas no aparelho são um indício do que ela viveu com Jhonathan e de quem ele era. “Ele era uma pessoa muito calma, centrada, prática. Amava música tocava vários instrumentos. Era uma pessoa que transmitia uma paz, uma sabedoria muito grande”, descreve.