Carnaval/RJ

Estácio de Sá abre os desfiles no Rio com samba sobre a pedra

Carnavalesca Rosa Magalhães traz para a avenida o samba-enredo Pedra, que pretende mostrar as utilizações do mineral ao longo da história

Carnaval 2020

FolhaPress
FolhaPress
Do FolhaPress | Em: 23/02/2020 às 22:39:33

Com o enredo “Pedra”, a Estácio de Sá faz uma análise profunda sobre esse elemento que está presente em vários recortes da história do Brasil, desde as primeiras inscrições rupestres. (Foto: Dhavid Normando | Riotur)
Com o enredo “Pedra”, a Estácio de Sá faz uma análise profunda sobre esse elemento que está presente em vários recortes da história do Brasil, desde as primeiras inscrições rupestres. (Foto: Dhavid Normando | Riotur)

A Estácio de Sá abriu o primeiro dia de desfiles do grupo especial na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, na noite deste domingo (23), com um samba sobre a pedra.
A escola está de volta à primeira divisão do Carnaval carioca depois de três anos na série A, da qual foi campeã no ano passado.

O grande destaque da agremiação neste ano foi a contratação da carnavalesca Rosa Magalhães, que completa 50 anos de avenida. Para montar o enredo, ela se inspirou no poema modernista pioneiro de Carlos Drummond de Andrade, “No Meio do Caminho”.

O desfile começou retratando a pedra como o primeiro livro da humanidade, com um carro abre-alas sobre a pré-história.
O enredo vai passar pelos dois lados da mineração, com o desenvolvimento de Minas Gerais e o garimpo de Serra Pelada (PA). E vai terminar com o recado de que, sem preservação, a Terra pode ficar árida como a Lua.

Ainda neste primeiro dia, o Carnaval do Rio terá os desfiles de Viradouro, Mangueira, Paraíso do Tuiuti, Grande Rio, União da Ilha e Portela. A previsão é que a última apresentação seja encerrada às 04h30 desta segunda-feira (24).