FLEXIBILIZAÇÃO

“Está contribuindo para disseminar a doença”, diz Caiado sobre Jânio Darrot

Governador afirmou que Trindade não possui um leito de UTI e que prefeito liberou até forró


Artur Dias
Do Mais Goiás | Em: 10/06/2020 às 19:10:18

(Foto: Semuce)
(Foto: Semuce)

Em live transmitida pelas redes sociais, o governador Ronaldo Caiado (DEM), fez críticas ao prefeito de Trindade, Jânio Darrot (PSDB), e à flexibilização da quarentena no município. O comentário foi feito nesta quarta-feira (10), no momento em que ele falava sobre a estruturação de leitos de UTI no Hospital de Urgências da cidade.

“Infelizmente o prefeito, como alguns outros prefeitos, escancarou a cidade. Liberou bar, liberou boate, forró, festa de noite. É uma coisa impressionante”, disse Caiado.

“Não tem uma UTI para ofertar”, diz Caiado

O governador continuou sua fala afirmando que a prefeitura de Trindade não possui estrutura para atender pacientes graves e que isso vai sobrecarregar a rede estadual de saúde.

“Só porque instalamos as UTIs, acha que é festa e libera a cidade toda. A prefeitura de Trindade não tem nem um leito de UTI para ofertar ao cidadão. Ele está contribuindo para disseminar a doença. Algo de uma irresponsabilidade ímpar. Ele é produtor de paciente grave”, concluiu.

Flexibilização

O decreto da prefeitura de Trindade foi publicado no dia 15 de maio e permitiu a reabertura de bares, parques, hotéis, restaurantes, distribuidoras, pamonharias, pit-dogs, pesque-pague, lanchonetes, pizzarias e açaíterias. As aulas, entretanto, permaneceram suspensas.

Para voltarem a funcionar, os estabelecimentos terão de cumprir uma série de exigências para evitar a propagação do novo coronavírus. Os locais só poderão ficar abertos até às 23h e terão que borrifar álcool 70% constantemente nas mãos de todos os clientes. Os comércios vão ter de esterilizar e embalar talheres e pratos e o uso de copos e guardanapos precisa ser descartável.

Apesar de afrouxar as medidas de isolamento social, Jânio Darrot ressaltou que a fiscalização seria rígida para os estabelecimentos que descumprissem as exigências.

De acordo com informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES), até às 16 horas desta quarta-feira, Trindade registrou 79 casos de Covid-19. Além disso, foram confirmados três óbitos.