Campeonato Goiano

Esperança x Cautela: Goiás e Vila Nova decidem título do Goianão 2017

Colorado, que não chegava há 12 anos à final, tem missão difícil de reverter vantagem que o Goiás, mais perto de levantar a taça, construiu no primeiro jogo


Raphaela Ferro
Do Mais Goiás | Em: 07/05/2017 às 10:51:31

Taça do Goianão será levantada neste domingo (7) no Serra Dourada depois dos 90 minutos finais de Goiás x Vila Nova (Crédito: Solimar Oliveira/FGF)
Taça do Goianão será levantada neste domingo (7) no Serra Dourada depois dos 90 minutos finais de Goiás x Vila Nova (Crédito: Solimar Oliveira/FGF)

Esperança tem sido palavra forte para os torcedores do Vila Nova desde que o árbitro Wilton Pereira apitou o fim do primeiro jogo da equipe contra o Goiás na decisão do Campeonato Goiano de 2017, que terminou 3 a 0 para o alviverde. É ela que se tornou onipresente nas falas também de jogadores e comissão técnica durante a preparação para a partida final, que começa às 16 horas deste domingo (7), no Estádio Serra Dourada. Do outro lado, o discurso é de cautela, cuidado, humildade. Afinal, a virada pode até ser difícil, mas não é impossível.

Segundo o atacante colorado Moisés, o que o time garante é que cada um vai lutar muito para ainda sonhar com a taça. “Sabemos onde erramos e o que tem de ser feito para mudar essa história. Vamos acreditar sim, vamos buscar, a gente sabe que é um resultado difícil, mas vamos ter um time buscando sempre esse resultado”, afirma o jogador. O caminho para vencer a final, a qual o Vila levou 12 anos para voltar a disputar, está bem claro: vencer por quatro gols de diferença ou por três e ganhar nos pênaltis.

No Goiás, o técnico Sílvio Criciúma garante que não vai administrar o resultado que sua equipe conquistou. Pelo menos, não até se aproximar o final do segundo tempo. Todo cuidado é pouco para garantir a conquista do tricampeonato sem percalços. Se confirmado, será o 27º título estadual do alviverde, o terceiro consecutivo – é a terceira vez que o Periquito se torna tri no Goianão. Se nos últimos dois anos, as vitórias sobre Aparecidense e Anápolis foram menos badaladas, ser campeão sobre o Vila, no clássico de maior rivalidade do Centro-Oeste, tem sabor diferente.

“Clássico não se joga, se ganha. A eficiência nesses jogos é mais importante”, afirma o lateral esmeraldino Hélder. Ele garante que o Goiás não vai abdicar de jogar e entrará em campo com respeito ao adversário. Até porque, como enfatiza o atacante Léo Gamalho, como seria se fossem eles a precisar correr do resultado? “Se a gente estivesse no lugar do Vila Nova não ia jogar a toalha.”

O recado do jogador que busca também ser artilheiro do campeonato é: falta uma partida. “Tenho certeza que o Vila não entregou ainda esse título para nós. A gente tem de encarar o jogo muito sério, muito forte. E não tem de achar que já está tudo resolvido”, promete Gamalho. A decisão que começou há uma semana termina neste domingo, no jogo que começa às 16 horas. Os portões do Serra Dourada estarão abertos a partir das 13 horas.

FICHA TÉCNICA:
GOIÁS: Marcelo Rangel; Hélder (Pedro Bambu), Everton Sena, Alex Alves e Patrick; Léo Sena, Victor Bolt e Tiago Luís; Carlos Eduardo, Aylon (Jean Carlos) e Léo Gamalho. Técnico: Sílvio Criciúma.
VILA NOVA: Elisson (Wendell); Maguinho, Wesley Matos, Alemão e Jonathan; PH, Geovane e Everton; Mateus Anderson (Vandinho), Wallyson e Moisés. Técnico: Mazola Júnior.
LOCAL: Estádio Serra Dourada
HORÁRIO: 16 horas
ARBITRAGEM: Eduardo Tomaz. ASSISTENTES: Bruno Pires e Cristhian Passos.
INGRESSOS: 40 reais (arquibancada); 60 reais (cadeira). Torcedores com aposta da Timemania em Goiás ou Vila pagam meia-entrada.