Banco Central

Equipe de Marina reclama de ‘apelações’ de Dilma

Durante um debate on-line, Turino considerou oportunista o posicionamento atual colocado pela presidente




A coordenadora do programa de governo de Marina Silva (PSB), Neca Setúbal, o historiador Celso Turino e a socióloga Maristela Bernardo, que contribuem para a campanha, participaram nesta quinta-feira de um debate on-line, em vídeo, para tirar dúvidas de internautas.

Um dos temas tratados foram os ataques da equipe de campanha da candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT). Neca citou a peça recente da campanha petista que usa imagens de uma família sem comida na mesa, em alusão a uma economia controlada por banqueiros e em uma crítica à autonomia do Banco Central defendida por Marina. “Esse tipo de ação tira o foco do debate sério”, afirmou Neca.

Maristela lembrou que países sérios têm autonomia do Banco Central e traçou um paralelo com a importância da autonomia de agências reguladoras. Maristela chamou de “patética” e “ridícula” a peça da campanha de Dilma. “É uma apelação que tira completamente o conteúdo da discussão”, afirmou.

Turino, por sua vez, considerou oportunista o posicionamento atual colocado pela presidente. E lembrou que, em 2010, em debates com o adversário tucano na disputa eleitoral, José Serra Dilma defendeu a autonomia da instituição. Os três também responderam a dúvidas de internautas sobre as informações de que Marina acabaria com programas sociais e defenderam que Marina manterá e ampliará programas como Bolsa Família e Minha Casa, Minha Vida.