MSI 2017

Equipe brasileira de League of Legends tem jogador punido

Felipe "Yoda" Noronha foi penalizado e não poderá jogar as três primeiras partidas da fase de grupos


Jose Abrão
Do Mais Goiás | Em: 28/04/2017 às 09:21:50

(Reprodução)
(Reprodução)

Felipe “Yoda” Noronha, jogador da RedCanids, time que representará o Brasil no Mid Season Invitational (MSI), foi punido após caso de xenofobia. Yoda, que é conhecido por ser um player bem-humorado, dessa vez passou da conta com suas brincadeiras.

Segundo o Mais E-Sports, o caso aconteceu após um tweet publicado pelo jogador na manhã dessa última quinta-feira (27). No conteúdo da publicação ele brinca com o idioma dos jogadores japoneses: “Já passei gritando Flango no quarto de hotel dos japoronga aqui é BR full trab flw”

A repercussão do tweet chegou a ficar entre os assuntos mais comentados do momento. A Riot penalizou Felipe, que ficará de fora dos três primeiros jogos da Red.

Essa não é a primeira vez que League of Legends vive problemas como esse: durante o mundial de 2014, o jogador Dennis “Svenskeren” Johnsen, que atuava pela SK Gaming, foi multado em US$ 2.5 mil e ficou de molho por três jogos, após ter usado o nickname “TaipeiChingChong” no servidor de Taiwan.

Comparado a este caso, a punição sofrida pelo jogador brasileiro foi branda, mas serviu de lição ao player, que depois do ocorrido apagou o tweet e comentou o caso em sua rede social.

“Aparentemente levaram minha brincadeira muito a sério lá fora. Foi errado da minha parte achar que todos pensariam da mesma forma”, disse. “Desculpem. Sou figura pública e vou ter que aceitar esse tipo de julgamento. Faz parte. Mas racista e algo que eu não sou e quem me conhece sabe disso”, completou.

O jogador irá desfalcar a RedCanids nos jogos contra Dire Wolves (OCE), Super Massive (TUR) e Rampage (JPN) podendo voltar a jogar apenas dia 30/04.

[ATUALIZADO] 10h32

A Red Canids divulgou uma nota oficial se posicionando sobre a situação. Pelo Facebook, a equipe se isenta ao mesmo tempo em que se posiciona ao lado de Yoda. Leia na íntegra:

COMUNICADO OFICIAL:
Nós, da RED Canids (incluindo o jogador Felipe “Yoda” Noronha), repudiamos qualquer e todo tipo de racismo e xenofobia.

Não temos controle sobre o que os nossos jogadores falam em suas redes sociais, mas tenham certeza que em momento algum nosso jogador teve qualquer intenção de ofender ou prejudicar alguém com seu Tweet.

Foi uma brincadeira, mas que houve consequências e não irá se repetir. Não tiramos, em momento algum, a razão da Riot e aceitamos a decisão tomada.

Nosso jogador entende também que ele representa algo maior neste momento, ele está representando um país, e fará de tudo para se retificar e se desculpar perante seus atos.

Atenciosamente,
Felippe Corradini
CEO – RED Canids

Além disso, Yoda postou um vídeo no Facebook pedindo desculpas.